Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Semusa realiza atividades especiais no Dia Mundial das Hepatites Virais



A secretaria municipal de Saúde, através do Programa Municipal de Controle das Hepatites Virais do departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental realizará nesta terça feira, 19, várias atividades pelo “DIA MUNDIAL DE LUTA CONTRA AS HEPATITES VIRAIS”. A mobilização será é um alerta à população da capital quanto ao sério problema de saúde pública que são as Hepatites Virais. A programação será desenvolvida nas escolas e nas unidades de saúde do município. Na praça Jonathas Pedrosa acontece a abertura, a partir das 09:00hs.

Entre as ações programadas pela coordenadoria do evento estão a distribuição de materiais informativos sobre os cuidados de controle e  prevenção das Hepatites Virais e fixação de cartazes nas Unidades de Saúde do município, com informações sobre cuidados de prevenção das Hepatites virais. Ainda nas unidades, serão distribuídos preservativos e disponibilizados os Kits para exame dos marcadores das Hepatites. As vacinas contra Hepatite B também vão estar à disposição da população em todas Unidades de Saúde.
       
As informações e alertas sobre a doença também serão temas de várias palestras já agendadas em escolas públicas e privadas, onde serão também apresentados os aspectos clínicos e epidemiológicos das Hepatites Virais. Além dos pit stops realizados em vários pontos da cidade, o combate às hepatites virais também será levado aos salões de beleza de Porto Velho. “Esta é uma oportunidade para que o município de Porto Velho possa desenvolver ações que visem à promoção a saúde, à prevenção e ao controle desse relevante problema de Saúde Pública que são as Hepatites virais” alertou o coordenador do programa de controle das Hepatites Virais, Luis Carlos do Nascimento Machado.
 
Em Porto Velho, foram registrados 225 casos em 2007, 318 em 2008 e até abril deste ano, já foram confirmados 52 casos. Segundo o coordenador do programa de controle das Hepatites Virais, o aumento  do número de casos se deve a pouca importância que a população dá a vacina que previne. “ Alguns tipos de hepatite não tem cura, dependendo do estágio da doença, mas as pessoas costumam não temer as conseqüências da hepatite” alerta o coordenador


Números alarmantes

As Hepatites Virais são um grave problema de saúde publica no mundo e no Brasil.   A Organização Mundial da Saúde estima que existam cerca de 325 milhões de portadores crônicos da hepatite B e 170 milhões de hepatite C. A maioria das pessoas desconhece sua condição sorológica, agravando ainda mais a cadeia de transmissão da infecção e a possibilidade de cronificação aumenta. Diante dessa realidade é necessário a intensificação das ações de prevenção, vigilância e controle.
 
As equipes de atenção básica têm papel relevante na identificação e no acompanhamento das pessoas portadoras sintomáticas ou não de hepatites, através da solicitação de exames laboratoriais e encaminhamentos aos serviços de referências dos casos confirmados.
Texto: Nara Vargas

Fonte: Ascom

Mais Sobre Saúde

Projeto que ajuda a reduzir danos psicoemocionais em pacientes com Covid-19 recebe apoio da Sicoob Credip

Projeto que ajuda a reduzir danos psicoemocionais em pacientes com Covid-19 recebe apoio da Sicoob Credip

O Hospital Regional de São Francisco do Guaporé, em Rondônia, é referência em saúde para o tratamento hospitalar da Covid-19, em casos que demandem in