Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Saúde Animal

Prefeitura de Porto Velho intensifica ações de vacinação antirrábica na capital

Vacinação pode ser feita na Divisão de Controle de Zoonoses, na avenida Mamoré, 1120, bairro Cascalheira, ou no Parque Circuito, na avenida Lauro Sodré


Prefeitura de Porto Velho intensifica ações de vacinação antirrábica na capital - Gente de Opinião

Buscando fortalecer ações de combate ao vírus da raiva, a Prefeitura de Porto Velho intensifica os trabalhos de vacinação de cães e gatos na capital. A vacinação antirrábica é realizada pela Divisão de Controle de Zoonoses em Animais Domésticos e Sinantrópicos (DCZADS), da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), localizada na avenida Mamoré, nº 1120, no bairro Cascalheira, na Zona Leste da cidade.

O horário de funcionamento para vacinação na DCZADS é de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Além do ponto de vacinação na sede da DCZADS, a Prefeitura também disponibiliza um trailer no Parque Circuito, localizado na avenida Lauro Sodré, nº 2983, no bairro Nacional, que funciona de terça a sexta-feira, das 8h às 17h, e no sábado, das 8h às 14h.

Alexandre Farahildes Ribeiro, médico veterinário da DCZADS, explica que pelo fato da cidade estar localizada dentro da floresta amazônica, incide sob um maior risco devido não haver possibilidade de controle do vírus diretamente nos animais silvestres, que são os principais reservatórios na cadeia de transmissão da doença para animais domésticos e seres humanos.

Alexandre Farahildes Ribeiro, médico veterinário da DCZADSAlexandre Farahildes Ribeiro, médico veterinário da DCZADS“Então não podemos vacinar os animais da floresta e nem eliminá-los, e os nossos animais em áreas rurais têm contato constantemente com os animais da floresta e posteriormente com os animais da área urbana, que são suscetíveis a pegar o vírus da raiva e trazer para o ser humano. Por isso é importante que os nossos animais em casa estejam sempre com a vacina em dia”, explicou o especialista.

O último caso de raiva em cães em Porto Velho, foi registrado em 2003. Desde então, as ações de imunização da população e dos animais são realizadas constantemente pela secretaria de saúde do município.

COMO É TRANSMITIDO?

A raiva pode ser transmitida através de animais mamíferos infectados pelo vírus, em especial os cães e gatos em áreas urbanas e morcegos em áreas silvestres e rurais.

O período de incubação do vírus Lyssavirus, da família Rhabdoviridae, responsável pela infecção, pode variar de tempo conforme as espécies dos reservatórios e a localização do ferimento ou do contato com a secreção salivar do animal infectado.

Trailer de vacinação antirrábica disponível no Parque CircuitoTrailer de vacinação antirrábica disponível no Parque CircuitoNos animais, por exemplo, o vírus mata em até dez dias após o início dos sintomas. Tanto em seres humanos como em animais, o vírus entra pelo sistema nervoso periférico com destino ao sistema nervoso central e pode levar o paciente ao óbito em até um ano depois do contato.

QUAIS SÃO OS SINTOMAS?

Os sintomas podem variar. O mais frequente é que ele apareça após três meses, ou até mesmo em um ano.

De acordo com Alexandre Ribeiro, entre os sintomas mais comuns em animais que o vírus pode despertar no organismo são: As alterações de comportamento, confusão mental, desorientação, incoordenação motora, agressividade, aumento de temperatura e paralisia da musculatura envolvida com a deglutição.

Ainda de acordo com o especialista, o primeiro diagnóstico pode ser facilmente confundido. Portanto, o ideal é procurar orientação de um médico veterinário particular ou na DCZADS, para realizar uma checagem minuciosa e avaliação clínica do animal.

PREVENÇÃO

Alguns cuidados podem ser tomados para prevenir o contágio do vírus. A vacina antirrábica é uma delas, mas também existem outras formas de cuidar bem do seu pet, como evitar o contato com outros animais desconhecidos, não se aproximar de animais silvestres e prevenir a entrada de morcegos em casa. Agora, caso o animal já tenha sido atacado, é necessário a limpeza imediata do local ferido com água corrente e sabão, além de procurar o atendimento médico o mais rápido possível.

AGENDAMENTO

A vacinação de cães e gatos acontece o ano inteiro na sede da DCZADS, e neste ano a Campanha de vacinação será no dia 24 de Setembro em 110 postos localizados em colégios Estaduais e Municipais. O telefone da DCZADS é (69) 98473-671

Gente de OpiniãoSegunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Prefeitura de Porto Velho alerta donos de pets que violência e maus-tratos aos animais são crimes

Prefeitura de Porto Velho alerta donos de pets que violência e maus-tratos aos animais são crimes

Com o intuito de evitar que as pessoas pratiquem maus-tratos contra os animais de estimação, especialmente neste período do ano, quando muitos costuma

Prefeitura de Porto Velho oferece castração gratuita para animais domésticos

Prefeitura de Porto Velho oferece castração gratuita para animais domésticos

A Prefeitura de Porto Velho, através da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), oferece a castração de animais dom

Vetoquinol: nove décadas de histórias e uma razão de ser, a saúde animal

Vetoquinol: nove décadas de histórias e uma razão de ser, a saúde animal

Há 90 anos, a Vetoquinol atua em prol da saúde dos animais em todo o mundo. A empresa, que nasceu na França, é uma das 10 maiores indústrias veterin

Alunos de Medicina Veterinária da FIMCA realizam vacinação de animais domésticos

Alunos de Medicina Veterinária da FIMCA realizam vacinação de animais domésticos

No próximo sábado, 29 de abril, os alunos do curso de Medicina Veterinária do Centro Universitário Aparício Carvalho – FIMCA, em parceria com o Depa

Gente de Opinião Segunda-feira, 26 de fevereiro de 2024 | Porto Velho (RO)