Porto Velho (RO) segunda-feira, 28 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Quem chegou aos 50 sem hábitos saudáveis, ainda pode buscar a longevidade



A reportagem de capa da revista Veja desta semana, traz um alento para quem passou a vida desordenada e agora quer correr atrás do prejuízo para ganhar longevidade, igualmente com quem sempre teve uma rotina regrada.

Segundo os últimos estudos sobre o tema divulgados na publicação, quem atingiu os 50 anos sem nenhuma doença grave tem 80% de chance de chegar à velhice em boa forma. Os outros 20 % fica por conta da genética.

No entanto, para conseguir esse tento, é preciso buscar novas formas de viver, conforme o médico Wilson Jacob Filho, diretor do Serviço de Geriatria do Hospital das Clínicas de São Paulo. “Modificar os maus hábitos aos cinqüenta é quase tão bom quanto nunca tê – los tido”, ressaltou .

Um dos segredos para quem busca resgatar o tempo pedido a caminho da fonte da juventude saudável é conhecer o próprio organismo. Um livro denominado Você: Manual do Proprietário dos médicos americanos Michael Roizen e Mehmet Oz é um dos mais ricos compêndios do corpo humano, que acaba de ser lançado, tendo como principal característica à forma clara e simples como explica a prevenção dos efeitos do envelhecimento.

Entre os depoimentos de especialistas sobre o assunto na matéria de Veja, surge uma crítica a forma como os educadores tratam o corpo humano que na sala de aula é apresentado por meio de explicações excessivamente teóricas, e não raros superficiais. Para a bióloga Regina Pekelmann Markus do Instituto de Biociências da Universidade de São Paulo, a informação se torna interessante se for prestada num contexto.No caso do corpo humano, é necessário associar seus mecanismos a saúde, as doenças e hábitos de vida.

Fonte: João Albuquerque

Mais Sobre Saúde