Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Prefeitura prepara 1ª etapa de vacinação contra Poliomielite



A prefeitura de Porto Velho está ultimando os preparativos para realizar a 1ª etapa da Campanha de Vacinação contra a Poliomielite em 2011. O Dia “D” da campanha será em 18 de junho próximo, mas como ocorreu em anos anteriores, a Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) iniciará a imunização uma semana antes (dia 13), com término programado para a semana posterior (24). Podem receber a dose todas as crianças menores de cinco anos.

De acordo com a enfermeira Elizeth Gomes, responsável pela supervisão nas salas de vacinas do Município, em 2010 a prefeitura vacinou 37.730 crianças, atingindo 100% da meta estipulada pelo Ministério da Saúde. “Esse ano ainda não sabemos quantas deverão ser imunizadas, pois os dados ainda não foram repassados pelo Governo Federal. Uma coisa é certa, teremos que atingir 95% das crianças com idade para receber a dose, que certamente deverá superar os números do ano passado”, disse. Ela acrescenta ainda, que se for necessário, o Município prosseguirá com a campanha até a meta ser atingida.

Elizeth informa que a poliomielite foi erradicada no Brasil em 1989, mas é preciso prosseguir com as campanhas e vacinar as crianças, mesmo que elas já tenham recebido a dose no ano anterior. Também explica que as crianças acometidas de diarréia e vômito não poderão ser vacinadas. “Essas são as únicas restrições”, afirma. Ela faz questão de ressaltar que antes e depois do dia 18 de junho, a vacina só será disponibilizada nas unidades de saúde da prefeitura.

A enfermeira apela para que os pais não deixem de levar os filhos ao posto de vacinação ou à unidade de saúde mais próxima de casa. Também orienta para que todos estejam munidos do cartão de vacina da criança. “A vacina é muito importante para a saúde das crianças e nenhuma delas com idade até cinco anos deverá ficar sem receber a dose”, declarou.

Distritos

A campanha de vacinação nos distritos e comunidades ribeirinhas ao longo do Baixo Madeira, conforme Elizeth Gomes, será realizada somente após a imunização na Capital. As crianças nessas localidades serão atendidas pelas equipes de profissionais que visitam os distritos regularmente. “Em cada comunidade estamos treinando um técnico em enfermagem para ficar responsável pela sala de vacinas. Desta forma, o trabalho será realizado de forma mais ágil”.

Acamadas

Crianças acamadas poderão receber a dose da vacina em casa no dia 18 de junho, se não estiverem com vômito ou diarréia. Para tanto, os pais devem manter contato com a Semusa através do telefone 3901-3194 para agendar o atendimento. Uma equipe volante estará circulando a cidade para fazer os atendimentos.

Fonte:  Augusto José
 

Mais Sobre Saúde