Porto Velho (RO) quarta-feira, 4 de agosto de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Prefeitura de Porto Velho integra “força-tarefa” na saúde


Com a presença de duas representantes do Ministério da Saúde, a força-tarefa, criada pelos ministérios públicos Federal (MPF) e Estadual (MPE), do Trabalho (MPT) e do Tribunal de Contas do Estado (TCE), realizou nesta terça-feira (5) mais uma rodada de debates para tentar equacionar as dificuldades administrativas e financeiras que afligem o estado e as prefeituras de Rondônia na área da saúde.

O encontro foi no MPE, onde o prefeito Roberto Sobrinho expôs os  problemas do setor de saúde, especialmente as dificuldades com a aprovação dos pré-projetos protocolados no Ministério da Saúde. Roberto disse que a prefeitura não está fugindo de suas responsabilidades. “A nossa responsabilidade está na atenção básica de saúde. Vejam as nossas quatro policlínicas (todas em obras de ampliação e recuperação), se comparadas ao interior são verdadeiros hospitais.

A Maternidade Municipal – a melhor da região – que custa R$ 500 mil por mês aos cofres da prefeitura. O Serviço de Assistência Médica de Urgência (SAMU), que em 2005 tinha uma ambulância e agora tem nove. Os três novos Centros Odontológicos em construção. A implantação das Farmácias Populares, com a inauguração em breve de outra unidade na zona leste da cidade, entre outras obras e projetos em andamento. São quinze ações importantes no setor da saúde em 2 anos e 5 meses de minha gestão”, enfatizou o prefeito, lembrando que a demanda não pára de crescer.

“Eu gostaria de saber do Ministério da Saúde quais os recursos financeiros são repassados ao Estado, para atender a população que procura os serviços do Hospital de Base, Hospital João Paulo II e Hospital da Criança. Imagino que com estes dados, a força-tarefa da saúde teria condições de avaliar com segurança onde estão os problemas. Se com todas as melhorias e investimentos acima relatados não há recuo na demanda – inclusive nos postos de saúde – nem tampouco desafogo nas instituições hospitalares do estado, conforme o depoimento do governador, então realmente temos que ir mais fundo na questão”, reforçou o prefeito.

Participaram da reunião a promotora da saúde e do consumidor, Emília Oiye; o procurador da República, Francisco Marinho; o procurador do Ministério Público do Tribunal de Contas, Paulo Curi Neto; o procurador-geral de Justiça, Abdiel Ramos; o procurador do Ministério do Trabalho, Ailton Vieira dos Santos; e as técnicas Lúcia Helena e Tânia Magalhães Silva, representantes do Ministério da Saúde. 

Fonte: Ascom

Mais Sobre Saúde

Projeto “Enxergar” vai atender mais de mil pacientes que estão na fila de espera por cirurgia oftalmológica, em Cacoal

Projeto “Enxergar” vai atender mais de mil pacientes que estão na fila de espera por cirurgia oftalmológica, em Cacoal

Com o intuito de zerar a fila por cirurgias de catarata em todo o Estado, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau),

Cremero: 25 médicos que possuem CRM de outros estados estão atuando de forma irregular em RO; falsa médica fugiu

Cremero: 25 médicos que possuem CRM de outros estados estão atuando de forma irregular em RO; falsa médica fugiu

O presidente do Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia, Dr. Robinson Machado, informou nesta segunda-feira (26), durante coletiva à imp

Familiares de servidores da Saúde recebem apoio psicológico e psiquiátrico pelo Ambulatório de Saúde Mental na POC

Familiares de servidores da Saúde recebem apoio psicológico e psiquiátrico pelo Ambulatório de Saúde Mental na POC

Primando pela prevenção a doenças psíquicas causadas por conta da pandemia do coronavírus, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da