Porto Velho (RO) quinta-feira, 24 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Pacientes do JP II transferidos para o Hospital de Base



Porto Velho, 21 de janeiro de 2011 - Por volta das sete horas da manhã desta sexta-feira (21) teve início o trabalho de transferência de trinta pacientes que estavam acomodados nos corredores e no chão do Hospital de Pronto Socorro João Paulo II à espera de cirurgias para o Hospital de Base Ary Pinheiro em Porto Velho. Pacientes do JP II transferidos para o Hospital de Base - Gente de Opinião

A transferência foi feita através de uma operação especial e contou com o apoio do Corpo de Bombeiros, do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e da Polícia Militar, que ajudou na liberação e controle do trânsito. Todo o processo foi acompanhado pelo secretário de Estado da Saúde, Alexandre Muller, por técnicos do Pronto-Socorro João Paulo II e pelo representante do Ministério da Saúde, José Eduardo Passos.

A operação envolveu mais de trinta profissionais e sete ambulâncias, sendo duas do Samu e cinco do Corpo de Bombeiros, que deram suporte ao trabalho. Um a um, os pacientes foram preparados e colocados nas ambulâncias. “Estamos unindo forças para atender esses pacientes de forma digna. Como não são pacientes em estado grave, não há a necessidade de médicos para acompanhar no trajeto até o Hospital de Base, apenas enfermeiros”, explicou o diretor do João Paulo II, Sérgio Mello.

De acordo com Alexandre Muller, o Governo do Estado não está medindo esforços para devolver a dignidade desses pacientes, que há meses aguardavam por cirurgias. “Nossa meta é atender de forma humana e conseguir sanar a problemática da saúde em Rondônia”, disse Muller.

Os pacientes foram encaminhados para o setor de traumatologia e ortopedia do Hospital de Base, onde passarão pelos exames pré-operatórios. A próxima etapa é o mutirão de cirurgias. Para os procedimentos cirúrgicos estão sendo recrutados médicos de Extrema, outros profissionais interromperam suas férias e alguns setores administrativos foram adaptados para receber leitos extras. “Tiramos estes pacientes do chão e os colocamos em acomodações adequadas. Vamos começar gradativamente o processo de cirurgias”, afirmou o diretor do Hospital de Base, Jean Negreiros.

No último dia 19, já foram removidos 25 pacientes para Ji-Paraná e 13 para o Hospital Marcelo Cândia, em Porto Velho, onde receberão o atendimento necessário.

Fonte: Ésio Mendes (foto)  / Cristiane Cruz  / Decom
 

Mais Sobre Saúde