Porto Velho (RO) quinta-feira, 19 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Saúde

Opinião: A pior droga, o álcool


 

Qualquer pesquisa sobre drogas “legais” e condenadas por lei é prejudicada pelo temor dos usuários de dar pistas ou virtualmente fazer a confissão quanto ao cometimento de contravenção. No entanto, ainda assim é preciso estudar a realidade no ambiente escolar, cercando as aferições do máximo de cuidado para chegar a resultados que permitam compreender as situações para sugerir as melhores opções e correção de rumos.

Este é o caso de uma consulta inédita promovida por pesquisadores da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), determinando a coleta de dados sobre o consumo de drogas entre estudantes de escolas privadas paulistanas. O estudo teve a participação de 5.226 alunos do 8º e 9º ano do ensino fundamental e dos três anos do ensino médio, em 37 escolas.

Segundo avaliação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp), que apoiou a pesquisa, de todas as drogas o álcool se mostrou, de longe, a mais usada: 40% dos estudantes haviam bebido no mês anterior à pesquisa, enquanto 10% haviam consumido tabaco, a segunda droga mais prevalente. O álcool é também a droga que começa a ser consumida mais cedo, com média de idade de 12,5 anos. Dentre esses e outros dados, alguns até surpreendentes, destaca-se um, em especial: o primeiro consumo de álcool ocorreu em casa para a maior parte dos entrevistados: 46%.

Segundo a coordenadora do estudo, Ana Regina Noto, pesquisadora do Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (Cebrid), um dos dados que mais chamaram a atenção no levantamento é que, no ensino médio, 33% dos alunos consumiram álcool no padrão conhecido como binge drinking – ou “beber pesado episódico” – no mês anterior à pesquisa.

 O comportamento binge se caracteriza pelo consumo, na mesma ocasião, de cinco ou mais doses de 14 gramas de etanol – valor correspondente a cinco latas de cerveja (ou copos de vinho ou doses de bebida destilada). “O estudo revelou padrões de consumo que merecem atenção entre os estudantes da rede particular, em especial em relação ao álcool. Um terço dos alunos do ensino médio relatou prática de binge drinking no mês anterior ao estudo, o que é uma porcentagem extremamente elevada.

Gente de Opinião

Fonte: Carlos Sperança - csperanca@enter-net.com.br
Gentedeopinião   /  AMAZÔNIAS   /  RondôniaINCA   /   OpiniaoTV / Eventos
 Energia & Meio Ambiente   /   YouTube  / Turismo   /  Imagens da História

 

Mais Sobre Saúde

Rondônia - Por determinação do Ministério Público e Tribunal de Contas, Sesau implanta folha de ponto eletrônica

Rondônia - Por determinação do Ministério Público e Tribunal de Contas, Sesau implanta folha de ponto eletrônica

A instalação de folha de ponto eletrônica em unidades de saúde da rede pública estadual é adotada pelo governo de Rondônia em cumprimento à determinaç

Sílvia cobra ação mais efetiva do Ministério da Saúde na prevenção contra o cânce

Sílvia cobra ação mais efetiva do Ministério da Saúde na prevenção contra o cânce

A deputada federal Silvia Cristina (PDT-RO) cobrou do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o início imediato de operação para acelerar o proje

Presidente Laerte Gomes sugere menos burocracia para tratar impasses no convênio entre Sesau e Hospital do Amor

Presidente Laerte Gomes sugere menos burocracia para tratar impasses no convênio entre Sesau e Hospital do Amor

Uma reunião para tratar de impasses quanto ao convênio entre o Governo de Rondônia e a Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos foi realiza

Justiça de Rondônia libera o cultivo de Cannabis para casal tratar da filha com autismo e epilepsia, em Ji-Paraná

Justiça de Rondônia libera o cultivo de Cannabis para casal tratar da filha com autismo e epilepsia, em Ji-Paraná

Os pais de uma criança com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista Infantil (CID 10 F84.0), com crises graves de epilepsia, obtiveram, mediante