Porto Velho (RO) segunda-feira, 28 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Mutirão para exame preventivo de câncer do colo uterino



A prefeitura de Porto Velho realizará mutirão para coleta de material destinado ao exame preventivo de câncer do colo uterino. O trabalho organizado pela direção da unidade de saúde do bairro São Sebastião I ocorrerá no próximo sábado (14), das 8 às 12 horas, e tem como prioridade o atendimento às mulheres que moram na região. No entanto, de acordo com a diretora da unidade, Silvia Miranda, pessoas de outros setores que também comparecerem serão atendidas.

Ela explica que todas as mulheres sexualmente ativas devem fazer o exame, mas adverte que as adolescentes só receberão atendimento se estiverem acompanhadas do responsável. É necessário que a mulher esteja de posse do Cartão do SUS ou de documentos pessoais como RG e CPF. “Queremos com essa ação alcançar as mulheres que trabalham de segunda a sexta feira e por isso não podem comparecer a unidade de saúde para fazer o exame. O mutirão também pretende atender as mulheres que moram no sítio”, destacou.

Silva Miranda informa que o exame é de suma importância para que a mulher não venha contrair câncer no colo do útero. “Qualquer problema detectado precocemente através do exame poderá ser tratado com mais facilidade e de forma rápida”, comenta. Caso o resultado seja positivo, a paciente é encaminhada para o Centro de Referência da Saúde da Mulher, na Policlínica Rafael Vaz e Silva, com a consulta agendada. Além disso, a paciente recebe todo acompanhamento por parte da unidade. Se for moradora de outro bairro, será acompanhada pelos profissionais da unidade mais próxima de sua casa.

O clínico geral Marcos Almeida, que atende na unidade de saúde do São Sebastião, explica que o câncer do colo uterino é transmitido pelo vírus HPV, durante as relações sexuais. Um dos cuidados básicos para evitar a doença é com relação a higiene pessoal que homem e mulher, principalmente o homem deve ter antes da ato. Ele aconselha também que as mulheres usem preservativos (camisinhas), mesmo sendo casadas, para não contraírem a doença.

Ainda de acordo com o médico, no caso do exame detectar alguma lesão no colo do útero, a mulher deve ser submetida a uma cauterização para tratar o ferimento. Dependendo do grau da lesão, outros procedimentos são adotados no tratamento. “Isso não significa que seja câncer, mas poderá evoluir para doença se não for detectado precocemente ou se a mulher recusar o tratamento”, enfatizou.

Silvia Miranda destacou o apoio do prefeito Roberto Sobrinho e do secretário Williames Pimentel (Semusa) para realizar o mutirão. Ela disse que recentemente fizeram uma campanha conta o câncer de colo do útero na unidade e duas mulheres foram encaminhadas ao Rafael Vaz e Silva para tratamento. “Pedimos que as mulheres participem dessa ação preventivo e compareçam para fazer a coleta do material para o exame”, apelou.


Fonte: Augusto José
Foto: Quintela

Mais Sobre Saúde