Porto Velho (RO) terça-feira, 25 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Municípios de Rondônia recebem pulverização para combater mosquito transmissor da dengue


A Agevisa recebeu mais de três mil litros de inseticida e na segunda-feira (10) inciou os trabalhos no interior - Gente de Opinião
A Agevisa recebeu mais de três mil litros de inseticida e na segunda-feira (10) inciou os trabalhos no interior

Com o período chuvoso o número de casos de dengue em Rondônia aumenta, e a preocupação da Agencia Estadual de Vigilância em Saúde (Agevisa) é redobrada. No dia primeiro deste mês, a Agevisa recebeu do Ministério da Saúde cerca de 3.300 litros de inseticida do tipo Malathion, para combater o Aedes aegypti, conhecido popularmente como mosquito da dengue.

Segundo a diretora geral da Agevisa, Ana Flora Camargo, a agência monitora os casos o ano todo, e no período chuvoso intensifica as ações, evitando a proliferação do ciclo da dengue.

 

“Com a chegada do inseticida, nos preparamos e fizemos manutenções nos veículos que vão para o interior. Nesse primeiro momento, seguindo o plano de ação, serão contemplados os municípios de Ariquemes, Alto Alegre, Alta Floresta e Cabixi”, destacou Ana Flora.

 

Segundo a diretora, as equipes saíram no dia 10 e retornam no dia 22. A seleção dessas regiões se deve aos índices registrados de casos de dengue. “Essas cidades têm registros de dengue. E além do inseticida Malathion, nós também recebemos 230 quilos de larvicida (tipo de inseticida que mata as larvas do inseto). Vale ressaltar  que as equipes estão preparadas para fazer um bom trabalho “, avaliou a diretora.

Além do inseticida, a Agevisa recebeu mais 230 Kg de larvicida - Gente de Opinião
Além do inseticida, a Agevisa recebeu mais 230 Kg de larvicida

CUIDADOS EM CASA

Ana Flora destaca ainda a importância de a própria população adotar algumas medidas e cuidados importantes para ajudar no combate à dengue. Veja abaixo algumas dicas:

– Não deixar água parada (vasos de plantas, pneus ou garrafas sem uso);

– Evitar deixar acumular água em garrafas, baldes, ou lixos; No caso de vasos de plantas, uma boa opção é colocar areia.

– Usar telas protetoras, evitando que o mosquito entre no ambiente; Mas só a tela não evita a dengue;

– Trocar a água de bebedouros de animais a cada semana, ou se estiver suja;

– Limpar calhas e lajes das casas;

A diretora alerta ainda que para esse período de carnaval é muito importante ter atenção com o lixo. “Nós sabemos que neste período as ruas ficam cheias de lixo, o que contribui com a proliferação da dengue. Por isso pedimos à população que procure jogar o lixo no lugar correto, ou até andar com a própria sacolinha, de forma que o lixo não se torne um problema. Após essa etapa, iremos pulverizar outros municípios, incluindo a capital Porto Velho ”, concluiu a diretora da Agevisa, Ana Flora Camargo.

Mais Sobre Saúde

Hospital de Amor Amazônia inaugura novo acelerador linear para radioterapia

Hospital de Amor Amazônia inaugura novo acelerador linear para radioterapia

O Hospital de Amor Amazônia inaugura nesta quinta (20), às 10 horas, em Porto Velho (RO), o seu segundo acelerador de partículas linear, equipamento d

UHE Jirau entrega postos de saúde, veículos e melhorias sanitárias para SESAI atender à terra indígena kaxarari

UHE Jirau entrega postos de saúde, veículos e melhorias sanitárias para SESAI atender à terra indígena kaxarari

A Usina Hidrelétrica (UHE) Jirau entregou para o Polo da Secretaria Especial de Saúde Indígena (SESAI), localizado no distrito de Extrema, três post

Cientistas britânicos começam a testar vacina contra o coronavírus  em ratos

Cientistas britânicos começam a testar vacina contra o coronavírus em ratos

Uma equipe de pesquisadores britânicos anunciou hoje (11) que está testando em ratos uma vacina contra o novo coronavírus e espera concluir a experi

Dr. Neidson fiscaliza Hospital de Base Ary Pinheiro e constata falta de insumos

Dr. Neidson fiscaliza Hospital de Base Ary Pinheiro e constata falta de insumos

Em mais uma visita ao Hospital de Base Dr. Ary Pinheiro, em Porto Velho, o deputado Dr. Neidson (PMN) verificou as principais necessidades da unidad