Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Ministério Público avalia resultado de medidas para desafogar Hospital João Paulo II



O Promotor de Justiça Hildon de Lima Chaves fez uma visita na manhã desta sexta-feira (18/12) para verificar a situação do Hospital João Paulo Segundo, após o acordo firmado em novembro deste ano, entre as Secretarias Municipal e Estadual de Saúde para desafogar o atendimento na unidade.

O representante do Ministério Público foi recebido pelo Secretário Estadual de Saúde, Milton Moreira, e pelo diretor do João Paulo II, Rodrigo Bastos. O Promotor de Justiça avaliou como positivas as medidas adotadas, as quais provocaram redução de 50% nos atendimentos do hospital, que passou a atender apenas os casos de média e alta complexidade, uma vez que casos ambulatoriais e de menor complexidade passaram a ser direcionados para as policlínicas Ana Adelaide, Hamilton Gondim e Manoel Amorim de Matos, mantidas pelo município. O atendimento no Setor de Observação Clínica, que recebia uma média diária de 70 pessoas, passou para cerca de 30.

“As Secretarias Municipal e Estadual de Saúde estão de parabéns, pois conseguiram cumprir o acordo. Mas ainda são necessários alguns investimentos por parte do Estado para ampliação e reforma do Hospital João Paulo II”, afirmou o Promotor de Justiça Hildon de Lima Chaves, durante a visita. “As bases foram assentadas, mas para chegar ao ideal, algumas medidas precisam ser adotadas”, acrescentou, apontando como uma das mais importantes a criação da Central de Regulação de Leitos para atendimento dos pacientes do interior.

Levantamento feito Promotoria de Justiça do Consumidor e Saúde apontava que, antes do acordo, 47% dos casos atendidos no João Paulo eram ambulatoriais. 

Fonte: MPRO/Fábia Assumpção MTE/372/AL
 

Mais Sobre Saúde