Porto Velho (RO) quinta-feira, 1 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Militares são capacitados para eliminar criadouros de Dengue


 
Aprender a eliminar os criadouros foi o foco principal da capacitação realizada pela secretaria municipal de Saúde (Semusa) para 50 militares da 17ª Brigada de Infantaria e Selva, que foram convidados a participar dos próximos mutirões de combate e controle da Dengue organizados pela prefeitura em parceria com a Agevisa, Ministério Público e a 17ª Brigada. A capacitação aconteceu na semana passada e resultou na adesão de dez militares à equipe de agentes comunitários de saúde, que começam a visitação no primeiro mutirão programado para esta semana no bairro Nacional.

A capacitação foi realizada pelo enfermeiro da Semusa, Raimundo Feitoza, que disse ter abordado técnicas necessárias para eliminação dos criadouros, manuseio do larvicida e de como fazer a abordagem dos moradores para entrar nas residências. “Novas capacitações direcionadas para os militares serão realizadas para suprir o trabalho que acontecerá em outras regiões da cidade” – explicou Raimundo.

Uma das preocupações das autoridades sanitárias e reduzir o índice de infestação no município, que chegou a 4%. A secretaria considera a Capital em estado de risco, portanto a atividade intersetorial é considerada uma forma de reduzir o índice. Os agentes da epidemiologia estão fazendo, em toda a cidade, o trabalho de prevenção e tratamento, visitando todas as residências com o objetivo de eliminar focos. "É importante frisar que a responsabilidade do combate à dengue não é apenas do Poder Executivo, mas de todo cidadão. Nós estamos fazendo a parte que nos compete, e precisamos da participação efetiva de cada um"- disse o secretário da Semusa Williames Pimentel.

Palestras

Após o período de formação dos militares a Semusa deve dar continuidade ao ciclo de palestras nas escolas, que durante todo o ano letivo é agendado pelo Núcleo Interinsitucional de Educação em Saúde Municipal (Niemsus). A equipe de profissionais da Semusa realiza o trabalho na comunidade estudantil atendendo os estudantes com orientações e formação. Segundo os enfermeiros palestrantes, o trabalho é muito significativo para o controle e promoção da saúde na capital, pois os jovens estudantes são participativos e formadores de opinião no meio familiar e da comunidade.

A Semusa informa que o trabalho de palestras nas escolas é uma ação que também pode ser estendida para as demais associações de bairros entre outras sociedades civis organizadas. Para requer o trabalho os interessados devem procurar o Niemsus pelo telefone 3901 2930, ou no horário das 8h as 12h e das 14h as 18h na avenida Calama, 4008, no bairro Embratel, próxima a Câmara Municipal.

Fonte: Aurimar Lima
 

Mais Sobre Saúde

Em reunião na Assembleia Legislativa, servidores da Saúde voltam a cobrar envio do PCCR

Em reunião na Assembleia Legislativa, servidores da Saúde voltam a cobrar envio do PCCR

A Comissão de Saúde e Previdência e Assistência Social (CSPS) da Assembleia Legislativa, realizou na manhã desta terça-feira (29), no plenarinho 01,

Cirurgia de seu Pedro está prestes a acontecer

Cirurgia de seu Pedro está prestes a acontecer

Veja a reportagem:Clique e vaja mais: Médicos do Prontocordis oferecem tratamento cirúrgico a auxiliar de serviços gerais