Porto Velho (RO) terça-feira, 11 de maio de 2021
×
Gente de Opinião

Medicina

Cremero pede abordagem efetiva do Código de Ética para Estudantes de Medicina


Cremero pede abordagem efetiva do Código de Ética para Estudantes de Medicina - Gente de Opinião

O Conselho Regional de Medicina do Estado de Rondônia (Cremero) enviou esta semana para as coordenações dos cursos de Medicina do Estado uma circular solicitando que os mesmos orientem seus professores sobre a importância de apresentar e discutir sobre o Código de Ética para Estudantes de Medicina (CEEM) com seus acadêmicos. O CEEM foi elaborado pela Comissão Especial do Conselho Federal de Medicina (CFM) e está disponível através do link https://portal.cfm.org.br/etica-medica/codigo-de-etica-do-estudante-de-medicina/.

O CFM explica que, embora o estudante de medicina não seja incluído pelo Código de Ética Médica (CEM) de forma efetiva, ambos proporcionam uma postura positiva de responsabilidade, competência e ética na formação acadêmica. De acordo com o presidente do Cremero, Dr. Robinson Machado, o princípio fundamental do CEEM é “despertar no estudante de medicina sua atenção à saúde do ser humano focada na coletividade sem discriminação e respeito, assumindo compromissos humanísticos e humanitários, aprimorando seus conhecimentos sempre em benefício dos pacientes e sociedade sem utilizar o que aprendeu para causar qualquer tipo de sofrimento físico ou moral, guardando sigilo para com os pacientes e serviços de saúde, além de contribuir para o desenvolvimento social”.

O ofício enviado pelo Cremero, destaca o Art. 34 do CEEM que explica sobre a permissão do uso de plataformas de mensagens instantâneas para comunicação entre médicos e estudantes de medicina, em caráter privativo, para enviar dados ou tirar dúvidas sobre pacientes, com a ressalva de que todas as informações passadas tenham absoluto caráter confidencial e não possam extrapolar os limites do próprio grupo, tampouco circular. “Havendo a quebra do sigilo pelo estudante de medicina o art. 29 do CEEM, expressa que a responsabilidade é do assistente médico sendo vedado a responsabilização do estudante, tendo em vista que este dever ser sempre supervisionado por seu professor. Em contrapartida, o acadêmico de medicina poderá responder civil e criminalmente por fotos e vídeos produzidos e divulgados em meios que não sejam científicos e de cunho acadêmico, sem conhecimento do professor médico, conforme Art. 154 do Código Penal”, explicou Dr. Robinson Machado.

A iniciativa do Cremero busca estimular o exercício legal da medicina por estudantes, impulsionando a humanização na formação dos futuros médicos. “Temos a plena convicção que por meio destas abordagens constantes no dia a dia dos estudos, os alunos terão mais facilidade no entendimento dos princípios e diretrizes voltados ao exercício cidadão da medicina”, finalizou o presidente do Conselho.

Mais Sobre Medicina

Número de mulheres médicas é crescente no Brasil

Número de mulheres médicas é crescente no Brasil

A crescente presença feminina na carreira médica é nítida ainda na evolução da distribuição por sexo ao longo do último século. De acordo com o estu

AMB Rondônia participa da Força tarefa AMB covid-19

AMB Rondônia participa da Força tarefa AMB covid-19

A Força-Tarefa AMB Covid-19, é um projeto comum da Associação Médica Brasileira, associações estaduais de médicos e de sociedades de especialidades

Cremero lança calendário com homenagens para o mês do Médico

Cremero lança calendário com homenagens para o mês do Médico

O Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero) tem a grata satisfação de apresentar a campanha que está será realizada no mês de Outubro, quand