Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Marginais armados impedem combate à malária na periferia da capital


Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), que trabalha no programa de combate à malária, foi atacada por homens armados de revólveres, na tarde desta quarta-feira (29), no bairro Mariana, zona Leste de Porto Velho. Ameaçados de morte, espancados e humilhados publicamente, os servidores foram obrigados a entregar os pertences pessoais.

O ataque ocorreu por volta das 14 horas. A equipe composta de quatro homens e duas mulheres tinha acabado de chegar ao bairro para concluir os trabalhos de inspeção e borrifação nas residências, quando foi dominada por dois homens armados. Além de ameaçados, os trabalhadores foram agredidos com socos e chutes, depois forçados a deitarem ao chão.

Após roubarem vários pertences pessoais das vítimas, como celulares e carteiras contendo documento e dinheiro, os ladrões fugiram de bicicleta. Os servidores registraram ocorrência no 6º DP e depois se retiraram. "Só vamos concluir os trabalhos de tivermos escolta policial", disseram amedrontados.

Prefeitura lamenta o fato dos servidores não poderem desempenhar suas atividades, por conta do grande índice de criminalidade que impera nos bairros periféricos. Por outro lado, não vai desistir do objetivo de reduzir os casos de malária no município.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Saúde