Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Implantado Serviço de Atendimento Médico Domiciliar



Porto Velho, 17 de janeiro de 2011 - O governador Confúcio Moura lançou na manhã desta segunda-feira (17), na Unidade Integrada de Segurança Pública (Unisp), em Porto Velho, o Serviço de Atendimento Médico Domiciliar (Samd). “Este é um importante passo para colocarmos em andamento a meta de retirar do chão os pacientes do João Paullo II. Vamos oferecer um atendimento de qualidade e humanizado aos pacientes que tenham condições de serem tratados em seu próprio domicilio”, explicou o governador.Implantado Serviço de Atendimento Médico Domiciliar - Gente de Opinião

O Samd – que funcionará em duas salas dentro da Unisp - é coordenado pelo médico Leonardo Pinto e tem o objetivo de reintegrar o paciente ao seu núcleo familiar, proporcionando uma assistência humanizada e estimulando a participação da família no tratamento. O serviço busca ainda a redução de custos e a otimização da rotatividade dos leitos hospitalares, “Esse tipo de serviço, além de retirar os pacientes do chão do Pronto Socorro João Paulo II, vai possibilitar também o convívio com a família. Esses pacientes terão uma assistência mais humanizada e integral”, destacou o coordenador.

Para dar suporte ao serviço o Corpo de Bombeiros disponibilizou duas ambulâncias paras as visitas da equipe multidisciplinar e os atendimentos domiciliares. “É muito importante para nós do Corpo de Bombeiros podermos ajudar. Colocamos à disposição, em parceria com a Sesdec, duas viaturas para o atendimento do Samd, para que o serviço já entre em funcionamento e consiga atender os pacientes”, disse o comandante do Corpo de Bombeiros, Coronel Ubirajara Caetano.

Além das duas ambulâncias do Corpo de Bombeiros, o Samd contará também com dois carros e cinco motocicletas cedidas pelo Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

De acordo com o coordenador do programa, o Samd vai identificar, localizar, cadastrar e acompanhar o paciente pré-cirúrgico e pós-cirúrgico, além de possibilitar a realização de exames. Entre outros benefícios estão a preparação e agilização do paciente para o ato cirúrgico, o agendamento de cirurgias e identificação do material cirúrgico a ser usado, a internação domiciliar e visitas aos pacientes, a orientação e estímulo aos familiares para os cuidados com o paciente e procedimentos de cuidados com alimentação, medicação, curativos e reabilitação.

Na primeira etapa o serviço vai atender de imediato a necessidade de redução da ocupação de leitos hospitalares, acompanhando os pacientes no estágio de pré e pós-cirurgia. Na segunda etapa, o serviço deve ser estendido para todo tipo de paciente - agudo ou crônico, clínico ou cirúrgico - que possa realizar internação domiciliar.

O Samd é formado por uma equipe multiprofissional composta por: médico, enfermeiro, assistente social, nutricionista, técnico de enfermagem, fisioterapeuta, psicólogo, farmacêutico e terapeuta ocupacional, além de contar com o apoio de administrador, secretária, motorista, técnico administrativo e de serviços gerais.

Além dos pacientes internados no Hospital de Base Ary Pinheiro e Pronto Socorro João Paulo II, o Samd vai atender também os pacientes do Cemetron e Santa Marcelina.

A solenidade de implantação contou ainda com a presença do vice governador, Airton Gurgacz; do secretário de Estado da Saúde, Alexandre Muller; do secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, Marcelo Bessa e outras autoridades do Estado.

Fonte: Decom
 

Mais Sobre Saúde