Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Hospital Infantil Cosme e Damião busca qualidade com a capacitação de enfermeiros



O Hospital Infantil Cosme e Damião (HICD) está realizando um curso de assistência em enfermagem. A qualificação é voltada para os cuidados de feridas e de curativos. O objetivo do governo do Estado é, através da capacitação de enfermeiros e auxiliares, melhorar a qualidade do atendimento à população. A unidade é o principal centro médico infantil do Estado e em 2008 atendeu 48.462 crianças. A especialização, que começou no último dia 17, segue até a próxima sexta-feira. O curso contará com palestras, apresentações de trabalhos e atividades práticas.

“A capacitação de profissionais que atuam no atendimento aos pacientes influencia diretamente na qualidade dos serviços prestados. O curso também valoriza e especializa o trabalho dos servidores. Para o hospital esses pontos são fundamentais, pois nossa unidade, recebe um volume grande de pacientes. Desde o inicio desse ano, atendemos quase 50 mil crianças”, destacou Marileni Penatti, diretora geral do HICD.

O Cosme e Damião realizou, dos meses de janeiro a outubro, deste ano, 48.462 atendimentos. Em 10 meses, o hospital atendeu 46.172 crianças da Capital. O volume representa 95,3% do atendimento. Os 4,7% restantes são referentes a 2.068 pacientes encaminhados, no mesmo período, pelos 51 municípios do interior e 222 crianças de outros Estados e da Bolívia.

Maioria dos atendimentos considerados de baixa complexidade - Segundo os dados da unidade, quase a totalidade dos 48.462 atendimentos, são considerados de baixa complexidade e deveriam ser feitos pelos postos de saúde e policlínicas dos municípios. O atendimento geral envolveu 2.925 internações, 6.831 observações e 38.706 consultas médicas. Seguindo as normas do Ministério da Saúde (MS) o governo do Estado é responsável pelas internações. A observação, quando o paciente fica menos de 24h00 no hospital, e as consultas médicas são obrigações das prefeituras.

Em 2008 os médicos do HICD consultaram 36.531 crianças de Porto Velho. O volume representa 94,4% do total geral de 38.706 consultas médicas feitas pela unidade. Como exemplo, muitos dos serviços são de casos de viroses e nebulizações. Muitas crianças são levadas à unidade para realização de pequenas suturas, curativos ou a utilização de uma simples sonda. O Cosme e Damião é uma unidade de média e alta complexidade e responsável pelos serviços especializados.

Atendendo a todos os casos - “A falta de atendimento básico municipal joga, injustamente, todo ônus do problema para a administração estadual. Estamos atendendo a todos os casos, porém, não podemos deixar de observar que os municípios do interior e principalmente Porto Velho deveriam atender a população a contento. Se o hospital infantil realizasse somente serviços de sua responsabilidade, o atendimento oferecido aos pacientes teria ainda melhor qualidade”, completou Marileni Penatti.

Fonte: Decom

 

Mais Sobre Saúde