Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Hospital de Base inova com cirurgias cardíacas e implantação de marcapasso


  
O Hospital de Base Ary Pinheiro realizou 1,459 Procedimentos cardíacos entre cateterismos, angiografias e angioplastias cerebrais e periféricas, desde que foi implantado o setor de cardiologia em junho do ano passado

De dezembro de 2008 a setembro deste ano, foram realizadas 48 cirurgias cardíacas e 30 cirurgias para implantação de marcapasso. De acordo com o médico Amado Rahhal, diretor-geral do Hospital de Base, o setor de cardiologia do HB equipamentos e conta com profissionais especializados para o diagnóstico de CARDIOLOGICOS e problemas neurológicos.

Segundo Rahhal, o Governo de Rondônia investiu cerca de R $ 5 milhões sem um setor com aquisição de equipamentos ea implantação dos serviços. Antes desse atendimento porém, os pacientes que hoje são atendidos pelo setor eram encaminhados pelo Programa de Tratamento Fora de Domicílio (TFD), com custos de deslocamento dos pacientes e de seus acompanhantes. O serviço é parte das ações implantadas pelo governo de Rondônia para uma especialização ea qualificação dos atendimentos em saúde.

O investimento, segundo o médico, com Recursos Próprios do Estado, Abrange todo o mobiliário, material de consumo, instrumentais cirúrgicos e equipamentos. O setor conta com equipamentos como monitores de cinco Multiparamétricos, dois desfibriladores, balão intra-aórtico, Mapa, Router, eletrocardiograma e teste ergonômetro e atende com quatro leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e quatro leitos de clínica cirúrgica.

"Rondônia está passando por uma evolução em todas as áreas da eo trabalho do poder público é o de medicina APOIAR Melhoria efetivamente essa. A cardiologia é um exemplo desse desenvolvimento, pois são qualificados novos profissionais e ampliados e criados novos atendimentos para benefício de toda uma população ", explicou Milton Moreira, secretário de Estado da Saúde.

Implantação de Marcapasso

Desde o ano passado, o HB também realiza os implantes de marcapasso, mas, de acordo com o cirurgião cardíaco José Carlos Mulaski, esses implantes são feitos no hospital desde o ano de 2006, quando começou um ser implantado o serviço das cirurgias cardiovasculares de alta complexidade. Segundo ele, os pacientes Existiam, porém o serviço ainda não estava completamente organizado. No ano de 2006 ainda, conta o médico, foram recebidos os seis primeiros equipamentos de Marcapasso, quando dois entre os seis pacientes operados tinham 78 e 92 anos de idade. Entre 2007 e 2008, foram estruturados os serviços para avaliação das cirurgias. Em 2008 foi feita a primeira cirurgia de revascularização e Marcapassos implantados em três pessoas, sendo duas crianças.

O Cardiológico setor do HB conta com uma equipe de quatro médicos cardiologistas e dois neurologistas, um anestesista, perfusionista um, cinco enfermeiros e 15 auxiliares e técnicos, que atendem a pacientes encaminhados por médicos de todo o Estado. De acordo com uma enfermeira especialista em cardiologia, Jandra Cibele Leite, o setor ainda cuida do agendamento dos pacientes que, apesar da demanda, os não ultrapassa 15 dias na demora, excetuando-se os casos que necessitam de urgência e São encaixados imediatamente. Segundo ela, antes da estruturação dos serviços, eles realizavam Reuniões semanais para tratar sobre as rotinas e normas do setor e toda a equipe de UTI também foi capacitada Antes de iniciar o serviço. Entre as 48 cirurgias cardíacas realizadas neste ano estão Procedimentos como a Realização de pontes de safena, troca de válvulas e correções de aneurisma de aorta.

Avaliações de Marcapasso

Nos casos das cirurgias de marcapasso, os cirurgiões fazem o acompanhamento do pós-operatório ea revisão periódica que se dá após os seis primeiros meses da cirurgia.

Além disso, o cirurgião José Carlos Mulaski informa que o MP já conta com o serviço de revisão de Marcapasso para pacientes cadastrados e que não foram operados no hospital. Segundo ele, já existem 150 pacientes cadastrados que não necessitam mais se deslocar para outros Estados para fazerem uma revisão. 

Fonte: Sesau

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr