Porto Velho (RO) sábado, 26 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Hábito de lavar as mãos deve ser estimulado desde a infância, diz infectologista


 
Agência Brasil,
Brasília - A população deve adotar o costume de as mãos com frequência desde a infância, de acordo com o coordenador da Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Instituto Fernandes Figueira, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Carlos Eduardo Figueiredo.

“Essa prática deve ser estimulada na infância, porque a pessoa leva isso para a vida adulta. É um gesto importante, que leva pouco tempo, é barato e previne várias doenças”, ressaltou o infectologista em entrevista à Agência Brasil.

O Dia Mundial de Lavar as Mãos é comemorado hoje (15) por mais de 80 países e pela primeira vez no Brasil. A data foi instituída para reforçar a importância de higienizar as mãos para prevenir doenças transmitidas por micróbios, vírus e bactérias.

Figueiredo destaca ainda que a epidemia de influenza A (H1N1) – gripe suína – provocou na população grande preocupação com a higiene ano passado. “A gente via crianças levando frascos de álcool em gel para a escola, só que isso voltou ao esquecimento. E esse é um comportamento que precisa ser estimulado o tempo todo”, criticou.

Segundo o infectologista, o efeito do álcool é o mesmo da combinação de água e sabão, desde que a concentração varie entre 50% e 70% na solução. O tempo gasto com a higienização é de no mínimo 20 segundos, quando é usado álcool, e em torno de 40 segundos com água e sabonete.

A pesquisa Hábitos de Lavagem de Mãos no Brasil, feita pelo Instituto Ibope mostrou que 65% das crianças apresentam coliformes fecais nas mãos. Embora 84% das mães entrevistadas tenham dito que se deve lavar as mãos antes das refeições, 76% dizem cumprir essa recomendação. Apenas 25% afirmaram assegurar que o filho lave as mãos depois de ir ao banheiro. O estudo ouviu 277 mães de crianças entre 4 e 12 anos.

De acordo com dados de 2009 do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), 3,5 milhões de crianças com menos de 5 anos morrem anualmente por causa de doenças relacionadas à diarreia e infecções respiratórias agudas.

As recomendações do Ministério da Saúde para uma higienização adequada das mãos incluem o cuidado com a lavagem nos espaços entre os dedos e o uso de papel toalha para secar as mãos.

Mais Sobre Saúde