Porto Velho (RO) sábado, 16 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Governo de Rondônia inicia a 5ª etapa do Projeto Enxergar que vai garantir cirurgias de catarata, em Cacoal


Governador (mantendo a distância devido ao protocolo) anuncia mais uma etapa do Programa Enxergar; em Cacoal, a 5ª edição do projeto será dividida em duas fases - Gente de Opinião
Governador (mantendo a distância devido ao protocolo) anuncia mais uma etapa do Programa Enxergar; em Cacoal, a 5ª edição do projeto será dividida em duas fases

O Governo de Rondônia deu início, nesta sexta-feira (13), a mais uma etapa do Projeto Enxergar em Cacoal. Esta já é a quinta edição do projeto que tem como objetivo principal a realização de cirurgias oftalmológicas para remoção de pterígio (carne crescida) e também de catarata. A cerimônia de lançamento desta nova edição aconteceu na Escola Estadual Josino Brito.

De acordo com o governador Marcos Rocha (que manteve a distância durante seu pronunciamento em cumprimento ao protocolo de segurança contra a covid-19), a expectativa é  para que até o final do ano, aproximadamente 10 mil cirurgias sejam realizadas desde o início do Projeto Enxergar em Rondônia. “É  um projeto que estamos realizando por meio da Secretaria de Saúde (Sesau) e agora chegamos à quinta edição. Nosso objetivo é fazer 10 mil pessoas enxergarem até dezembro. Pessoas essas que estavam sem conseguir ver seus parentes, sua família, seus amigos,  sem conseguir fazer uma leitura”, destacou o governador.

Em Cacoal, a 5ª edição do Projeto Enxergar será dividida em duas fases. Até o dia 30 de agosto, os pacientes passarão por consulta e exames oftalmológicos. Esses procedimentos são necessários antes das cirurgias, tanto de pterígio, como de cataratas.  Já os procedimentos cirúrgicos acontecem a partir da segunda quinzena de setembro. A expectativa é de que sejam realizadas pelo menos duas mil consultas, mais de 14 mil exames oftalmológicos complementares e um total de mil cirurgias de catarata e duzentas de pterígio em Cacoal. Todas as etapas são realizadas sem nenhum custo ao paciente.

Pacientes falam de gratidão e da expectativa de voltar a enxergar bem

“Hoje a gente tem condições de fazer essas pessoas voltarem a enxergar, devolver qualidade de vida. São recursos públicos aplicados diretamente para o benefício da população”, pontuou o governador Marcos Rocha.

Nesta nova etapa do Projeto Enxergar em Cacoal, foi disponibilizada pela deputada federal Jaqueline Cassol uma emendar parlamentar no valor de R$3,6 milhões.

“Utilizando de algumas parcerias, recursos de deputados e também com recursos do Governo de Rondônia, gerenciado pela Sesau, o objetivo é zerar a fila por esse tipo de cirurgia. Tivemos que dar um tempo, por causa da pandemia, cumprindo as regras sanitárias, e agora estamos  retomando para mais cinco mil cirurgias até o final do ano. Já para o primeiro trimestre de 2022, a gente deve chegar a cerca de 13 mil cirurgias de cataratas e pterígios  no estado de Rondônia”, completa Fernando Máximo, secretário de Estado da Saúde.

ENXERGAR É UMA DÁDIVA

Serralheiro Brás Firmino Pereira convive com a catarata e o pterígio há aproximadamente 20 anos

Para o serralheiro Brás Firmino Pereira, de 51 anos, a expectativa pela cirurgia oftalmológica é grande. Morador de Novo Horizonte, ele sofre com catarata e pterígio há mais de 20 anos. “O que está acontecendo em Rondônia é uma dádiva. Até hoje eu não tive condições de fazer a cirurgia, mas agora chegou a minha vez e a expectativa é enorme. Graças a Deus, a todas as pessoas envolvidas e ao governador, vou voltar a enxergar bem e isso me deixa emocionado”.

Aos 33 anos de idade, a professora de química Keile dos Anjos conta um pouco do sofrimento que é conviver com o pterígio. “Além de irritar, você sente que tem alguma coisa estranha ali no seu olho. Mesmo com óculos, de dois graus e meio por conta da miopia, a minha visão permanece embaçada por conta do pterígio”, explica.

Sobre a iniciativa do Projeto Enxergar, executado pelo Governo de Rondônia, a professora rende elogios. “Eu acho fantástico! Muitas pessoas não tem condições de fazer essa cirurgia no particular, então é algo que vem para mudar a vida de muita gente. Para quem não tem essa condição, é simplesmente fantástico”, reitera.

A aposentada Ivonete Cardoso, de 60 anos, também está bastante ansiosa pela chance de voltar a enxergar melhor. Ela veio de Migrantenópolis para fazer a consulta e exames e está na expectativa pela cirurgia. “Não dá pra dizer a emoção que é, ter a chance de voltar a enxergar melhor, com mais cor, tudo limpinho nas vistas. Eu quero muito fazer essa cirurgia e esse projeto do Governo me trouxe essa esperança”, finaliza.

Mais Sobre Saúde

Unidades de Saúde de Porto Velho abrem as portas para a Campanha de Multivacinação e Dia V contra a covid no sábado (16)

Unidades de Saúde de Porto Velho abrem as portas para a Campanha de Multivacinação e Dia V contra a covid no sábado (16)

A Campanha Nacional de Multivacinação e Dia V de Vacinação contra a covid-19, que vão mobilizar servidores da Prefeitura de Porto Velho e voluntários,

Outubro Rosa tem atendimento e pit stop na sexta-feira (15)

Outubro Rosa tem atendimento e pit stop na sexta-feira (15)

Dando continuidade às atividades relacionadas à Campanha Outubro Rosa em Porto Velho, acontece nesta sexta-feira (15), às 16h, no Parque Jardim das

Governo de Rondônia vai realizar mais de mil exames de mamografia para zerar fila de espera da II Macrorregião

Governo de Rondônia vai realizar mais de mil exames de mamografia para zerar fila de espera da II Macrorregião

Todos os anos, em outubro, diversas ações de prevenção ao câncer de mama são realizadas. Neste ano, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de E