Porto Velho (RO) sexta-feira, 25 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Governador diz não ser contra a terceirização



O governador Confúcio Moura disse não ser totalmente contra a terceirização dos serviços do Estado para atender a saúde pública. Mas, em sua ressalva, ele explica que é preciso que o Estado não perca totalmente o poder de gerir seus recursos. Ao ser entrevistado sobre o caos que tomou conta de Rondônia, com enfermos pelos corredores dos hospitais e unidades de saúde, ele caracterizou de desorganizada, a gestão anterior, quando o assunto é atendimento hospitalar.

Para Confúcio Moura, os recursos do Estado serão melhor aproveitados se bem distribuídos. Alguns serviços, em sua opinião, cabem mais para a terceirização. Porém, tem que receber a vistoria constante da gestão pública. Confúcio destaca ainda que é preciso que o próprio Estado se encarregue dos demais serviços sob pena de comprometimento da qualidade e confiabilidade.

Outros pontos também foram destacados pelo governador Confúcio Moura e, dentre estes, a questão do atendimento do pronto-socorro. Ele explica que em pelo menos 80% dos casos poderiam ser resolvidos através do atendimento domiciliar, desafogando as emergências. “Já fui secretário de Estado, há 20 anos, e a situação era bem melhor. Não podemos culpar, totalmente, o governo passado pelo que aconteceu com a saúde de Rondônia. Isto, é uma soma de pequenos entraves que foram ficando, em cada governo. Entendo que cada um tem seus eixos básicos de atuação. No nosso caso, entendemos que a Saúde, como Educação e Segurança, são as prioridades”, argumenta.

Fonte: Diário da Amazônia


 

Mais Sobre Saúde