Porto Velho (RO) segunda-feira, 28 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Fumo é um dos principais causadores de males do coração, diz especialista



Fumar é um hábito maléfico em todos os sentidos. Quem diz é o médico especialista Lair Cobianchi, que nesse final de semana ministrou curso, em Porto Velho, sobre as doenças cardiovasculares. Segundo o especialista, quem fuma está mais propenso a desenvolver doenças do coração. 

O alerta foi reforçado pelos outros dois especialistas que ministraram o curso ao lado de Cobianchi, Altamiro Reis da Costa e Oscar Pereira Dutra. Segundo eles, as doenças cardiovasculares são um dos males que mais aflige a população brasileira, com maior incidência no Sul e Sudeste. E o hábito de fumar só vem agravar essas doenças.

Além do efeito do fumo ao coração, cerca de 90 médicos, da Capital e do interior, debateram sobre a epidemiologia das doenças cardiovasculares, fatores de risco e prevenção primária da doença. Os debates fazem parte do Segundo Módulo do Curso de Educação Médica Continuada do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), que teve início na sexta-feira (29) e se estendeu até domingo (31).

O curso, que é resultado da parceria do Cremero com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, Seção Rondônia, é totalmente gratuito, segundo explicou a presidente do Cremero Inês Motta.

“Desde o ano passado, em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM) e com a Universidade Federal do Amazonas (Ufam), temos realizado uma série de cursos visando manter o médico rondoniense atualizado e em contato com as novas tecnologias. É uma forma de manter a qualidade no atendimento à saúde. Ganha o médico, que se aprimora, e ganha a população, que passa a ter atendimento mais qualificado”, acentua Inês Motta.

O curso do último fim de semana, coordenado pelo cardiologista Gederson Rosato, presidente da Secção Rondônia da sociedade Brasileira de Cardiologia, foi realizado no auditório do Cremero. Os temas tratados foram os seguintes: Epidemiologia e prevenção; aterosclerose; doença coronária; insuficiência cardíaca; e hipertensão arterial.

Fonte: Ascom/Cremero

Mais Sobre Saúde