Porto Velho (RO) sábado, 16 de outubro de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Fonoaudiologia da São Lucas alerta sobre gagueira


Disfluência (popularmente conhecida por gagueira) é um distúrbio de linguagem em que o indivíduo que a apresenta repete sílabas e faz longas pausas ou prolongamentos ao pronunciar palavras. Segundo a fonoaudióloga Elisangela Hermes, coordenadora da Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas, cerca de 75% das crianças entre dois e quatro anos de idade apresenta episódios de gagueira. "Geralmente estes episódios são transitórios e duram poucos meses. Esse fato ocorre porque o raciocínio da criança é muito mais rápido que a capacidade de articulação para a fala, então 'tropeça' nas palavras", observa a especialista.

Elisangela Hermes recomenda que os pais fiquem atentos para a quantidade de erros e na evolução do quadro, que tende a extinguir-se gradativamente dentro de 6 meses. Ela acrescenta que cerca de 1% ou 2% dessa população necessitará de tratamento especializado. "Estes poucos casos que persistem por mais tempo que o habitual podem estar associados a uma história familiar de gagueira, sugerindo uma predisposição hereditária e/ou problema psicossocial", salienta.

Conforme a fonoaudióloga, a percepção pela criança da dificuldade para articular as palavras gera sinais de ansiedade (tiques), como fazer caretas ou bater o pé. "Nestes casos, onde a criança tem consciência do problema e percebe que sua fala está sendo julgada como fora do padrão normal, ela pode ter sua auto-estima prejudicada", acentua Elisangela Hermes, orientando aos pais para que não interferiram ou chamem a atenção para o fato. "A contribuição dos pais está em proporcionar uma linguagem simples e com fluxo calmo, assim como ter paciência e tempo disponíveis para permitir à criança organizar a coordenação de seus pensamentos com a fala", esclarece.  

A Disfluência que persiste após os cinco anos de idade pode estar associada a outros distúrbios da linguagem e necessita de avaliação e tratamento. A Clínica de Fonoaudiologia da Faculdade São Lucas já atua nessa área há dois anos, através de terapia individual e de grupos de orientação em linguagem à comunidade, além de oferecer os serviços de psicologia para adequar a auto-estima desses pacientes. "Convidamos a todos para conhecer e se surpreender com os resultados. Gagueira não tem cura, mas tem tratamento", diz Elisangela Hermes. Maiores informações podem ser obtidas pelo telefone (69) 3211-8037.

Fonte: Chagas Pereira (Núcleo de Comunicação)

Mais Sobre Saúde

Unidades de Saúde de Porto Velho abrem as portas para a Campanha de Multivacinação e Dia V contra a covid no sábado (16)

Unidades de Saúde de Porto Velho abrem as portas para a Campanha de Multivacinação e Dia V contra a covid no sábado (16)

A Campanha Nacional de Multivacinação e Dia V de Vacinação contra a covid-19, que vão mobilizar servidores da Prefeitura de Porto Velho e voluntários,

Outubro Rosa tem atendimento e pit stop na sexta-feira (15)

Outubro Rosa tem atendimento e pit stop na sexta-feira (15)

Dando continuidade às atividades relacionadas à Campanha Outubro Rosa em Porto Velho, acontece nesta sexta-feira (15), às 16h, no Parque Jardim das

Governo de Rondônia vai realizar mais de mil exames de mamografia para zerar fila de espera da II Macrorregião

Governo de Rondônia vai realizar mais de mil exames de mamografia para zerar fila de espera da II Macrorregião

Todos os anos, em outubro, diversas ações de prevenção ao câncer de mama são realizadas. Neste ano, o Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de E