Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Fhemeron comemora nesta 5ª Dia Nacional do Doador de Sangue


 
Em 25 de novembro é comemorado o Dia Nacional do Doador de Sangue. Para celebrar a data, a Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia - Fhemeron irá realizar uma série de atividades durante todo o dia. A programação tem início às 9 horas, com a abertura oficial tendo como destaque a participação da Banda de Música da Polícia Militar. Atividades como orientações sobre saúde bucal, distribuição de pipoca e entrega de kits a doadores de sangue fazem parte da programação que tem encerramento previsto para as 17 horas. A Assistente Social Maria Luiza Pereira, responsável pela captação de doadores na Hemorrede ressalta que este é o momento de confraternização com os doadores e uma oportunidade de conquistar novos voluntários.
 

CAMPANHA

Este ano o tema é “Doe sangue, porque o bom da vida é viver”, que ressalta a importância da doação. Em 2010 a campanha tem reforço especial. Acadêmicos do 4º período do Curso de Comunicação Social – Publicidade e Propaganda – da Uniron estão em plena campanha pró-vida. A atividade desenvolvida pelos estudantes pode ser vista em ações promocionais em pontos da cidade e empresas da capital. A distribuição de panfletos, filipetas, folders incentivam e informam as pessoas a respeito do ato de doar e a exibição de cartazes, banners, faixas, VT´S, spots alertam a população sobre a doação. A turma faz mobilização virutal também. No blog www.salvevidasro.blogspot.com e no twitter www.twitter.com/salvevidasro, o internauta tem acesso às peças publicitárias e ficam atualizados sobre as ações da campanha.
 

DOAÇÃO

Com a proximidade das festas de final de ano aumentam a preocupação em manter o estoque de sangue regular. De acordo com Maria Luísa, para que o banco de sangue atenda à demanda, são necessárias pelo menos 100 bolsas de sangue por dia. “Às vezes trabalhamos com apenas 50% do estoque. Por isso é necessário que o número de voluntários seja constante durante todo o ano”, explica Maria Luíza.
 

COMO DOAR

Para ser um doador é preciso atender alguns requisitos:
• Estar com boa saúde;
• Ter idade entre 18 e 65 anos;
• Pesar acima de 55 Kg;
• Não estar grávida ou em período de amamentação. Após o parto normal é necessário aguardar 3 meses, após cesárea, 6 meses;
• Não ter tido gripe e/ou febre nos últimos 7 dias;
• Não ter tido hepatite e/ou icterícia após os 10 anos de idade;
• Não ter tido sífilis (cancro), e/ou doença sexualmente transmissível (12 meses no caso de outras DST);
• Não ter tido malária (maleita);
• Não ser portador de doenças de Chagas, morar ou ter morado em casa onde o exista(ia) “barbeiro” (chupança); • Não ter epilepsia;
• Não ter recebido transfusão de sangue ou hemocomponentes no último ano;
• Não ter feito tatuagem nos últimos 12 meses;
• Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas 8 horas;
• Ter dormido bem na noite anterior a doação;
• Não ter comportamento de risco para Sindrome de Imunodeficiência Adquirida (Sida ou AIDS conforme alguns exemplos à seguir:)
• Não usuário ou ex-usuário de droga endovenosa;
• Ser homem que tenha mantido relação sexual com outro homem;
• Ter apresentado teste positivo para AIDS em qualquer fase da vida;
• Ser egresso de instituições penais ou colônias de internação para doentes psiquiátricos;
• Ser ou ter sido parceiro sexual de pessoas que se enquadrem em qualquer um dos critérios acima mencionado;
• Ter tido parceiro sexual no último ano, que tenha recebido transfusão de sangue e/ou hemoderivados, ou feito hemodiálise;
• Respeitar prazo mínimo entre uma doação de sangue total e outra é de 60 dias para os homens e de 90 dias para mulheres. Para doadores com idade entre 60 e 64 anos, o intervalo é de 6 meses.
Toda doação segue um processo de rigoroso de controle e qualidade. Antes, o candidato é submetido a um teste de anemia, avaliação cardiológica, pressão arterial e a um questionário sobre a sua saúde e seu comportamento. Depois, o sangue é testado para diversas doenças infecciosas transmissíveis: Hepatite B, Hepatite C, HIV, HTLV e Sífilis.

 

UNIDADES DE COLETA DE TRANSFUSÃO (UCT)

Em Porto Velho, o voluntário doador pode se dirigir à Fhemeron localizada na Avenida Jorge Teixeira, ao lado do Hospital de Base. Seguem abaixo outros pontos de coleta.
Ariquemes
Rua Cassiterita, 3613 – Centro
(69) 3535-2659
Ji-Paraná
Rua Vilagran Cabrita, 1440 – Centro
(69) 3421-1615
Guajará-Mirim
XV de Novembro, 1299 – Centro
(69) 3341-6073
Rolim de Moura
Av. Cuiabá, 5424 – Bairro Planalto ao lado do Hospital Municipal
(69) 3442-1328
Vilhena
Av. Jô Sato, 405 – Bairro Nova Vilhena
(69) 3522-2400

Fonte: Decom
 

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr