Porto Velho (RO) domingo, 9 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Doutores sem Fronteiras realizam mais de 2 mil atendimentos gratuitos em comunidades do Vale Guaporé


Doutores sem Fronteiras realizam mais de 2 mil atendimentos gratuitos em comunidades do Vale Guaporé - Gente de Opinião


Completando o oitavo dia de atendimento no Vale do Guaporé a bordo do barco hospital Walter Bártolo, os voluntários do Doutores sem Fronteiras já realizaram mais de 2 mil atendimentos médicos e odontológicos nas comunidades de Dolinda, Surpresa, Sagarana, Baía das Onças e Ricardo Franco. No próximo dia 7, os voluntários retornam a Porto Velho e seguem para a segunda etapa dos atendimentos.

De acordo com Caio Machado, dentista e presidente da ONG, os mais de 2 mil atendimentos totalizam, até o momento, um custo de R$ 1.616.500,00, levando em consideração os equipamentos utilizados e valor dos procedimentos. Lembrando que todos os serviços são realizados de forma gratuita às comunidades, contando com o apoio de diversos parceiros, entre eles o Governo de Rondônia, com o barco hospital e alimentação dos voluntários.

Entre os procedimentos odontológicos especializados realizados estão próteses, tratamento de canal, restauração, distribuição de kits de higiene bucal e ações de prevenção. Na área médica, são realizadas consultas oftalmológicas e doação de óculos, atendimentos ginecológicos e de obstetrícia, saúde da família, pequenos procedimentos, exames laboratoriais, ultrassom, entre outros

Nesta quinta e sexta, os voluntários atendem na comunidade de Sotério e, no sábado (6), em Barranquilla. O retorno para Guajará-Mirim será no dia 7 e, em seguida, equipe segue para a capital, onde profissionais que atuarão na segunda etapa já começam a chegar.

No dia 9, 48 voluntários seguem para a segunda etapa nas terras indígenas Sete de Setembro, Igarapé de Lourdes, Povos Arara e Uru-eu-wau-wau, com mais 15 dias de atuação, encerrando no dia 23 de julho..

 

A ONG

Criada em 2014, o Doutores Sem Fronteiras leva atendimento odontológico especializados e atendimento médico básico a comunidades indígenas e ribeirinhas da Amazônia brasileira, em sua maioria localizadas em regiões de difícil acesso, onde o atendimento público de saúde muitas vezes não chega.

Todo o trabalho é realizado de forma voluntária e sem interferir na cultura, religião e características sociais das comunidades atendidas.

DSF é a primeira ONG do mundo a realizar atendimentos odontológicos desse nível in loco, reabilitando de forma definitiva os pacientes atendidos, com tratamentos que, na rede particular, podem chegar ao custo de R$ 20 mil cada.

Somente no ano passado, foram mais de 13 mil procedimentos realizados em 11 localidades atendidas.

Doutores sem Fronteiras realizam mais de 2 mil atendimentos gratuitos em comunidades do Vale Guaporé - Gente de Opinião

Mais Sobre Saúde

Deputado Anderson quer retorno imediato de cirurgias de urgência, suspensas desde o início da pandemia

Deputado Anderson quer retorno imediato de cirurgias de urgência, suspensas desde o início da pandemia

O deputado estadual Anderson Pereira (PROS) encaminhou ao poder executivo, com cópia para a Secretaria Estadual de Saúde (Sesau), requerimento solic

CFM encaminha para Conselhos Regionais de Medicina esclarecimentos da Anvisa sobre obrigatoriedade de receita médica para determinados medicamentos

CFM encaminha para Conselhos Regionais de Medicina esclarecimentos da Anvisa sobre obrigatoriedade de receita médica para determinados medicamentos

Tendo em vista a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) 405/2020 da Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa), publicada no Diário Oficial da União (

UPAS Sul e Leste, de Porto Velho, atenderam mais de 35 mil pacientes nos últimos 3 meses

UPAS Sul e Leste, de Porto Velho, atenderam mais de 35 mil pacientes nos últimos 3 meses

As Unidades de Pronto Atendimento (UPAS) de Porto Velho, localizadas nas Zonas Sul e Leste, atingiram a marca de 35.004 atendimentos no último trime

Conselho Regional de Medicina de Rondônia a serviço dos profissionais médicos e sociedade

Conselho Regional de Medicina de Rondônia a serviço dos profissionais médicos e sociedade

Criado pela Lei nº 3.268/1957, o Conselho Regional de Medicina de Rondônia (CREMERO) é uma autarquia federal composto por 21 membros efetivos (e igu