Porto Velho (RO) quinta-feira, 1 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Doutor ‘Bactéria’ alerta sobre a manipulação de alimentos


A manipulação incorreta de alimentos provoca a morte de três milhões de crianças com até 5 anos de idade, vítimas de diarréia, que afeta 1,5 bilhão de crianças em todo o mundo. Os dados foram apresentados pelo doutor Roberto Martins Figueiredo, o conhecido 'Doutor Bactéria', durante palestra ministrada na segunda-feira no auditório da Faculdade São Lucas, em Porto Velho. Segundo Figueiredo, 44% das doenças provocadas por bactérias estão concentradas nas residências, resultado da manipulação incorreta dos alimentos.

Para um público formado por acadêmicos do curso de Biomedicina da São Lucas, Roberto Figueiredo detalhou como acontece a ação das bactérias nos alimentos. Ele destacou os maiores concentradores de bactérias e alertou os acadêmicos sobre a importância da contribuição de cada um para a conscientização da qualidade alimentar, objetivando reduzir o índice de infestação de bactérias que compromete a saúde pública. "A higiene é fundamental em todo esse processo", assinalou.

O Doutor 'Bactéria' também alertou os alunos para as várias especializações que existem no campo profissional para o biomédico. "Quase todos disputam o mesmo espaço quando existem outras áreas ainda carentes de profissionais especializados", salientou Roberto Figueiredo. Mas observou que a qualidade profissional é um fator determinante no mercado de trabalho. "Cada um de vocês devem estudar para ser o melhor em sua área de atuação, principalmente comprometido com o seu trabalho", disse o biomédico, acrescentando que a profissão de biomédico, assim como todas as demais, exige doação, sacrifício e muito treinamento. 

A palestra de Roberto Figueiredo foi ministrada como parte da programação elaborada para a 5ª Semana de Biomedicina da Faculdade São Lucas. A biomédica Verônica Nascimento, representando o Conselho Federal de Biomedicina, destacou o vasto campo de habilitações que pode ser explorado pelo biomédico. "A Biomedicina é uma profissão que nos dá vários campos de atuação. Rondônia é um Estado novo e sabemos que haverá espaço para tudo isso. Tenho muito orgulho de ser biomédica e espero que venham a se orgulhar da profissão que escolheram", disse Verônica Nascimento. O professor Fábio Storer, coordenador do curso de Biomedicina da São Lucas, agradeceu a participação dos acadêmicos e destacou a importância das palestras programadas para a Semana de Biomedicina.

Ainda na abertura do evento, o professor doutor Luís Marcelo Aranha Camargo, pesquisador da USP e coordenador do curso de Medicina da São Lucas, fez palestra sobre os avanços e os retrocessos no Diagnóstico da Malária, além da contextualização da doença, história, transmissão e tratamento. Ele salientou que a malária é uma doença milenar e fora de controle no Estado. "É necessário maior competência administrativa e melhor tecnologia, até porque não temos método eficiente de diagnóstico", disse. Nesta quarta-feira, dia 15, a Semana de Biomedicina da São Lucas terá palestras da doutora Mirlene Moraes de Souza (Agevisa) sobre o tema "O papel do biomédico na vigilância sanitária"; do doutor Clemente Cantanhede (Agevisa), enfatizando o tema "Resíduos de serviços de saúde"; e de Delson Piedade Neto (Centro de Integração Empresa-Escola) sobre "Programas de estágio e mercado de trabalho".

Fonte: Chagas Pereira

Mais Sobre Saúde

Em reunião na Assembleia Legislativa, servidores da Saúde voltam a cobrar envio do PCCR

Em reunião na Assembleia Legislativa, servidores da Saúde voltam a cobrar envio do PCCR

A Comissão de Saúde e Previdência e Assistência Social (CSPS) da Assembleia Legislativa, realizou na manhã desta terça-feira (29), no plenarinho 01,

Cirurgia de seu Pedro está prestes a acontecer

Cirurgia de seu Pedro está prestes a acontecer

Veja a reportagem:Clique e vaja mais: Médicos do Prontocordis oferecem tratamento cirúrgico a auxiliar de serviços gerais