Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Dia mundial de luta contra AIDS



A prefeitura de Porto Velho, através da secretaria municipal de Saúde, programou dois dias para chamar atenção da sociedade para o Dia Mundial de Luta Contra Aids. A campanha nacional alusiva a data, 1º de dezembro, teve como protagonistas pessoas vivendo com HIV e Aids e como slogan “ Viver com Aids é Possível. Com Preconceito Não”. 

A Semusa através da Coordenação Municipal de DST/AIDS mobilizou em parceira com outras instituições a sociedade para um evento de suma importância, dando visibilidade à necessidade de prevenção as DST/HIV/AIDS com o uso do preservativo. “Esse evento se soma às ações cotidianas do município, da sociedade civil organizada e parceira na luta contra essa doença que acomete milhões de pessoas em todo o mundo” – disse o secretario da Semusa, Williames Pimentel. 

Em Porto Velho, os dados epidemiológicos da AIDS mostram que a faixa etária dos 13 aos 49 anos é a mais atingida com 84% dos casos notificados, e 12% dos casos encontram-se na faixa etária acima dos cinqüenta anos, tendo como principal categoria de exposição, a sexual. Esse dado confirma a relevância das ações de prevenção na população sexualmente ativa.

Aitividades

Pela programação da Semusa foram realizadas atividades com pessoas vivendo com HIV Aids, e um estande foi montado na praça das três Caixa D’água com instruções sobre o tema. “Nossas atividades tem como finalidade a otimização das políticas públicas da prefeitura de melhoria da qualidade de vida da população, segundo as orientações do prefeito Roberto Sobrinho” – disse o secretário.. 

A unidade de Saúde Ronaldo Aragão proferiu palestras de orientação nas empresas com distribuição de preservativos masculinos e femininos, fez abordagem em bares do bairro no final de semana e Pit Stop na rotatória da Costa e Silva com Lauro Sodré, com distribuição de preservativos e folders 

Na zona leste a unidade José Adelino fez rodas de conversas entre jovens, adulto, idosos, das comunidades dos bairros Ulisses Guimarães, Ronaldo Aragão, Marcos Freire e Mariana, com equipes de multiprofissionais do PSF.
No Centro de Saúde do Apuniã profissionais de Saúde realizaram mais pit stop nas esquinas das ruas Andréia c/ Caetano Donizete, Alba c / Luiz Calmons e Calmons c/Imigrante. Foram feitos pit stop ainda pelas equipes de alunos das escolas Maria Izaura, São Pedro, Padre Chiquinho e Vicente Rondon. 

As escolas Manoel Aparício e Maria Izaura, ambas com os alunos do EJA e PROJOVEM realizaram ainda uma gincana do dia mundial de luta e combate a aids com oficinas e palestras. Foram disponibilizados pela prefeitura 18.500 folders, 35 mil preservativos, faixas e banner para o desenvolvimento das atividades. 

Fonte: Aurimar Lima

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr