Porto Velho (RO) terça-feira, 22 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Saúde

Cremero pede à Sesdec para que delegados não obriguem médico plantonista a fazer corpo de delito no Hospital de Guajará-Mirim


Cremero pede à Sesdec para que delegados não obriguem médico plantonista a fazer corpo de delito no Hospital de Guajará-Mirim - Gente de Opinião
O presidente do Cremero, Robinson Machado, se reuniu nesta segunda-feira (10) com o secretário de Segurança Pública, coronel José Hélio Pachá, para tratar sobre a situação de médicos plantonistas do Hospital Regional de Guajará-Mirim que são obrigados a realizarem exame de corpo de delito e perícia. O encontro aconteceu na Sesdec - 
Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, no Palácio Rio Madeira, sede do Governo de Rondônia

Doutor Robinson explicou que a ausência de legistas na localidade gera um desconforto para os profissionais, que são obrigados pelas autoridades policiais do município a realização de corpo de delito, mesmo sabendo da existência de perito médico na cidade vizinha de Nova Mamoré.

Segundo Robinson, nesse caso, tal situação fere o artigo 93 do Código de Ética Médica, o qual veda o médico de ser perito ou auditor do seu próprio paciente.

Outro fato agravante, destacado pelo presidente do Cremero, é que os que não concordam em realizar os procedimentos são convocados a prestar esclarecimentos na delegacia.  

“É grave impor aos médicos do Pronto Atendimento de Guajará-Mirim a obrigatoriedade de ser perito mesmo contra vontade do profissional. Perícia é algo que requer formação técnica. Estamos aqui para evitar um mal maior por conta dessa situação”, disse o presidente

De acordo com doutor Robinson, Guajará-Mirim é um município que não atrai muitos médicos, disse entender as dificuldades, até pelo fato de que muitos profissionais não querem ficar no município, além da falta de estrutura.  

“Diga-se de passagem, que o Hospital Regional de Guajará-Mirim existe apenas um plantonista por dia e este é responsável por duas alas: Covid e não Covid”, completou.

Após ouvir a demanda, o secretário Pachá informou que nesse primeiro momento vai buscar resolver a situação e que uma solução definitiva é a realização do concurso público da Polícia Civil.
 
“Estamos sensíveis ao problema. Temos uma luz no fim do túnel que é o concurso. O edital já está pronto. São 20 vagas para legistas, com a expectativa desse número aumentar”.

Após a reunião, o presidente Robinson Machado protocolou um ofício que será encaminhado à direção da Polícia Civil para que providências sejam tomadas.

No ofício, o presidente do Cremero solicitou que o encaminhamento das perícias seja feito ao perito do Estado que se encontra no município vizinho, Nova Mamoré, até a nomeação de um perito para Guajará-Mirim. Pediu ainda que os delegados não obriguem mais os médicos plantonistas do Hospital Regional de Guajará-Mirim a realização de perícias. 

Mais Sobre Saúde

Governo de  Rondônia irá apresentar o plano de retomada gradual de cirurgias em 30 dias

Governo de Rondônia irá apresentar o plano de retomada gradual de cirurgias em 30 dias

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), após a publicação do Decreto nº 26.134, de 17 de junho de 2021, que determin

Operação “Esvazia João Paulo II” transferiu 38 pacientes para outros hospitais neste final de semana, em Porto Velho

Operação “Esvazia João Paulo II” transferiu 38 pacientes para outros hospitais neste final de semana, em Porto Velho

O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado da saúde (Sesau) montou uma força-tarefa neste sábado (19) para desafogar o Pronto Socorro J

Barco Saúde conclui cronograma de atendimento e vacinação aos ribeirinhos

Barco Saúde conclui cronograma de atendimento e vacinação aos ribeirinhos

Cerca de 7 mil moradores da região ribeirinha foram atendidos com mais de 15 tipos de serviços e procedimentos médicos pela Prefeitura de Porto Velho