Porto Velho (RO) segunda-feira, 21 de setembro de 2020
×
Gente de Opinião

Saúde

Carne vemelha e embutidos aumentam risco de morte


 
Consumir carne vermelha e embutidos parece aumentar o risco de morte, enquanto o consumo de carne branca parece reduzi-lo, revela um estudo realizado nos Estados Unidos, com resultados publicados nesta segunda-feira. A pesquisa, que envolveu mais de meio milhão de pessoas, analisou homens e mulheres com entre 50 e 71 anos, a partir de 1995. Os pesquisados responderam a um questionário sobre sua alimentação e foram acompanhados nos dez anos seguintes, através do sistema de previdência social.

Durante este período, morreram 47.976 homens e 23.276 mulheres.

O estudo concluiu que 20% dos homens e mulheres que comeram mais carne vermelha (média de 62,5 gramas por mil calorias absorvidas diariamente) tinham um risco mais elevado de mortalidade em comparação aos que comeram menos carne vermelha (9,8 gramas por mil calorias diárias).

A pesquisa, publicada no Archives of Internal Medicine de 23 de março, constata os mesmos resultados entre os que comeram mais ou menos embutidos.

Os autores do estudo concluíram que seria possível evitar 11% das mortes entre homens e 16% entre as mulheres com uma redução de 20% no consumo de carne vermelha ou de embutidos.

Já entre os pesquisados que consumiram mais carne branca, 20% apresentaram um risco menor de óbito em relação ao grupo que consumiu carne branca.

O risco de morte provocada por doenças cardiovasculares entre o grupo que comeu menos carne vermelha e embutidos foi 11% inferior entre os homens e 21% entre as mulheres em relação aos que comeram mais carne vermelha e embutidos, destacam os autores do estudo, do Instituto Nacional do Câncer dos Estados Unidos (NCI).

Fonte: AFP

Mais Sobre Saúde

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

SENAI garante manutenção de respiradores da rede pública do Estado

A rede pública de Rondônia recebeu essa semana, seis respiradores pulmonares que passaram por manutenção do Serviço Nacional de Aprendizagem Industr