Porto Velho (RO) quarta-feira, 18 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Saúde

Antes de viajar, dê atenção à saúde



Nesta época do ano, muita gente se preocupa com preparativos de viagem e se esquece de consultar um médico para checar se a saúde está boa ou se há necessidade de fazer pequenos ajustes na dosagem da medicação diária. Problemas relacionados à pressão arterial são os mais comuns.

De acordo com o médico cardiologista Otávio Gebara, diretor clínico do Hospital Santa Paula, pressão baixa não é doença, mas muitas pessoas experimentam episódios de queda da pressão durante suas atividades diárias que podem ser sintomáticos. Em viagens a lugares quentes, como o litoral, esses episódios tendem a se intensificar.

Gebara diz que os indivíduos que têm hipertensão arterial (HAS) têm que tomar cuidado ao viajar nas temporadas de calor excessivo. “O efeito dos medicamentos para baixar a pressão vai se somar ao efeito hipotensor da temperatura elevada. Além disso, o paciente em uso desses remédios perde o mecanismo regulatório da queda da pressão induzida pela temperatura, podendo experimentar episódios de pressão baixa com tontura, sensação de desmaio e zumbido. O melhor a fazer é evitar exposição prolongada ao sol e manter-se adequadamente hidratado.”

Quando um paciente hipertenso viaja para lugares montanhosos o problema é outro, podendo apresentar mal-estar porque o ar rarefeito exige que o coração trabalhe mais para que a pessoa respire normalmente. Na opinião do cardiologista, além de eventualmente ajustar a dosagem do remédio para pressão alta, o paciente hipertenso que passa férias na praia ou nas montanhas também é aconselhado a fazer uma dieta restritiva de sal, evitar frituras e álcool, e se expor moderadamente ao sol.
 

Mais cuidados nas alturas

Viagens de avião também podem levar a manifestações como indisposições, enjoos e dor de cabeça. “Apesar de os aviões serem pressurizados, é comum o hipertenso sentir uma sensação estranha nos ouvidos e certa tontura ou falta de ar enquanto a aeronave está ganhando altitude. Nesses casos, é importante que a pessoa dê preferência a comidas leves e ingira muita água”, recomenda o doutor Otávio Gebara.

Fonte: Doutor Otávio Gebara, médico cardiologista, diretor clínico do Hospital Santa Paula (www.santapaula.com.br)
Jornalista responsável: Heloísa Paiva

Mais Sobre Saúde

Sílvia cobra ação mais efetiva do Ministério da Saúde na prevenção contra o cânce

Sílvia cobra ação mais efetiva do Ministério da Saúde na prevenção contra o cânce

A deputada federal Silvia Cristina (PDT-RO) cobrou do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, o início imediato de operação para acelerar o proje

Presidente Laerte Gomes sugere menos burocracia para tratar impasses no convênio entre Sesau e Hospital do Amor

Presidente Laerte Gomes sugere menos burocracia para tratar impasses no convênio entre Sesau e Hospital do Amor

Uma reunião para tratar de impasses quanto ao convênio entre o Governo de Rondônia e a Fundação Pio XII – Hospital de Câncer de Barretos foi realiza

Justiça de Rondônia libera o cultivo de Cannabis para casal tratar da filha com autismo e epilepsia, em Ji-Paraná

Justiça de Rondônia libera o cultivo de Cannabis para casal tratar da filha com autismo e epilepsia, em Ji-Paraná

Os pais de uma criança com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista Infantil (CID 10 F84.0), com crises graves de epilepsia, obtiveram, mediante

Porto-Velhense recebe apoio Conexão Azul Rosa na batalha contra o câncer de mama

Porto-Velhense recebe apoio Conexão Azul Rosa na batalha contra o câncer de mama

Paciente do Hospital de Amor Amazônia, Neusa participou de palestra sobre a doença que mais acomete mulheres no país; ela é uma das beneficiadas do pr