Porto Velho (RO) segunda-feira, 24 de fevereiro de 2020
×
Gente de Opinião

Rondônia

Unir transfere curso de Vilhena para Porto Velho e abre turma em fevereiro

Porto Velho é, até então, a única capital cuja universidade federal não oferece curso de jornalismo


Foto: Ascom Unir - Gente de Opinião
Foto: Ascom Unir

A partir de fevereiro de 2020 a Universidade Federal de Rondônia (Unir) abre sua primeira turma do curso de graduação em jornalismo em Porto Velho, com a oferta de 40 vagas. O curso foi transferido de Vilhena para a capital, que com isso, deixa de ser a única do país onde a universidade federal não dispunha do curso de jornalismo. A Unir passa de 43 para 44 cursos em Porto Velho.

Na manhã desta terça-feira (5), o reitor da Universidade, Ari Teixeira Ott, reuniu jornalistas na Unir centro, em coletiva de imprensa, para falar da “decisão estratégica” sobre a transferência do curso. Segundo explicou o coordenador do curso em Vilhena, que também está vindo para a capital, jornalista Sandro Colferai, após formar cerca de 150 jornalistas, além de outros 50 que estão na fase de conclusão, o curso em Vilhena já não estava mais atraindo público interessado que justificasse os investimentos da instituição.

Segundo o reitor Ari Ott, “fechar cursos em universidade pública é dolorido em qualquer circunstância”, porém, em função da falta de interessados, a alternativa foi transferir para a capital, atendendo também um pedido da presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Rondônia (Sinjor), Sara Duque Estrada, que prestigiou a coletiva e elogiou os dirigentes acadêmicos pela decisão.

Segundo Ari Ott, apesar da tendência de extinção de jornais impressos que pouco tempo atrás reunia a massa crítica do jornalismo, a profissão jamais deixará de existir. “Mudam-se as plataformas, mas a profissão de jornalista não vai acabar, sobretudo por exercer uma função primordial na construção de uma sociedade plural e democrática”, observou.

Pelo que foi dito na coletiva de imprensa, o jornalismo tem muito a ganhar. Além da graduação, o projeto traz embutido programas de pesquisa e pós-graduação em nível de mestrado em ciência da comunicação, além de outros projetos de extensão como rádio e TV comunitária e universitária. Dos dez professores titulares, sete são doutores e outros três, mestres.

O critério de ingresso será o mesmo como para qualquer outro curso, isto é, pelo Enem e os exames em andamento, do último domingo e o próximo, já passam a valer como critério para seleção. Em dezembro será publicado o edital completo sobre o curso.

Mais Sobre Rondônia

Ponte do Abunã: Oriani defende adiamento como necessidade de segurança

Ponte do Abunã: Oriani defende adiamento como necessidade de segurança

O Departamento Nacional de Infra-Estrutura de Transportes (Dnit), no ano passado, anunciou  que adiou, para este ano sem data definida, a entrega da p

Postos de combustíveis com aumento abusivo são autuados pelo Procon Rondônia

Postos de combustíveis com aumento abusivo são autuados pelo Procon Rondônia

O Procon Rondônia, órgão público de defesa do consumidor, realiza entre quinta (6) e sexta-feira (7) uma fiscalização em postos de combustíveis para a

Ouvidoria Geral do Estado busca estreitar laços com Tribunal de Justiça de Rondônia

Ouvidoria Geral do Estado busca estreitar laços com Tribunal de Justiça de Rondônia

Ações que buscam o fortalecimento da integração em rede das ouvidorias públicas dos poderes independentes e o compartilhamento de informações fora