Porto Velho (RO) segunda-feira, 26 de outubro de 2020
×
Gente de Opinião

Política

Wildes cobra melhorias no transporte coletivo urbano de Porto Velho


Autor do requerimento para a realização de audiência pública na Câmara Municipal de Porto Velho com a finalidade de discutir o transporte coletivo urbano na Capital, o vereador José Wildes de Brito (PT) foi o primeiro a utilizar a tribuna na sessão especial desta quinta-feira, 29/03. Para um plenário lotado de líderes comunitários e estudantis, e para uma platéia de autoridades e convidados, José Wildes cobrou providências urgentes visando à melhoria da qualidade do transporte de passageiros na área urbana.

O vereador criticou o atual sistema de consórcio, o que considera um monopólio, visto que não há concorrência entre as empresas. "Se houvesse concorrência, as empresas se preocupariam em melhorar cada vez mais", destacou. Wildes recebe diariamente inúmeras reclamações dos usuários, e com base nas carências verificadas, propôs um substitutivo ao Projeto de Lei nº 2350/2007, instituindo a parada livre a partir das 22 horas, a volta do vale-transporte tradicional, a instalação de película protetora nos vidros dos ônibus, a realização de cursos de aperfeiçoamento aos motoristas e cobradores, a utilização do espaço publicitário nos ônibus para divulgar o Município,  e a instituição da catraca livre no dia 1º de Maio.

Parada livre – Propõe a lei que o motorista fica desobrigado de parar o ônibus apenas nos pontos, podendo parar em qualquer lugar solicitado pelo passageiro respeitando o itinerário. "Esta mudança visa dar mais segurança aos motoristas, cobradores e passageiros, visto que eles podem escolher lugares mais seguros e mais iluminados para efetuarem as paradas", disse. 

Vale-transporte - De acordo com o substitutivo, a tarifa poderá ser cobrada em dinheiro, bilhete eletrônico ou em vale-transporte comum e vale-transporte escolar.

Películas protetoras nos vidros - A instalação de películas protetoras nos vidros dos ônibus visa oferecer mais segurança aos passageiros em caso de acidente, em que os estilhaços de vidros ficariam retidos, e assim não atingiriam os pedestres e os passageiros.

Cursos de aperfeiçoamento – A lei propõe a realização de cursos aos motoristas e cobradores abrangendo relações interpessoais, primeiros socorros, direção defensiva e direitos humanos e cidadania.

Espaços publicitários – Outra mudança prevê a utilização dos espaços publicitários nos ônibus para a divulgação do Município.

Itinerários – Visando acabar com os atrasos e a falta de ônibus em determinados bairros, especialmente da periferia, o vereador propõe uma melhor distribuição dos itinerários e da frota de ônibus, bem como a presença de cobradores nos microônibus e a circulação de ônibus até as 00:3.

Catraca livre – Propõe a instituição do dia da catraca livre, ou seja, que no dia 1º de maio, Dia do Trabalhador, o transporte seja feito gratuitamente.

Fonte: Adércio Dias

Mais Sobre Política

Governo usa assessores para mentir e atacar prefeito sobre caso da rodoviária; entenda o caso

Governo usa assessores para mentir e atacar prefeito sobre caso da rodoviária; entenda o caso

Causou estranheza um vídeo postado nas redes sociais na manhã deste domingo no perfil do advogado Lauro Fernandes Junior, que se diz assessor técnico

Vereador Waldemar Neto protocola projeto de lei que cria “Meu emprego, Vaga certa”.

Vereador Waldemar Neto protocola projeto de lei que cria “Meu emprego, Vaga certa”.

Esta semana foi protocolado na Câmara Municipal dos Vereadores o Projeto de Lei nº. 4093/2020, proposto pelo Vereador Waldemar Neto que institui a P

Assembleia instala Conselho de Ética e define presidente e vice

Assembleia instala Conselho de Ética e define presidente e vice

A Assembleia Legislativa de Rondônia instalou, na última semana, o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa. Nesta quarta-feira o Ato 042/2020 d

Vereadora Cristiane Lopes presta contas de atividades em meio à pandemia

Vereadora Cristiane Lopes presta contas de atividades em meio à pandemia

Sem parar os trabalhos legislativos, desde que começou a pandemia pelo coronavírus.  A vereadora Cristiane Lopes (Progressistas), protocolou na Câmara