Domingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Vereadores discriminam Associação dos Cornos de RO


Inconformado com a realização de dezenas de sessões para entrega de Moções de Aplauso a pessoas desconhecidas pela maioria da população residente em Porto Velho, o funcionário público Pedro Soares, folclórico presidente da Associação dos Cornos de Rondônia-Asscron, denunciou à reportagem nesta terça-feira (16/10): "Os vereadores da Câmara Municipal de Porto Velho estão discriminando a Asscron. Eles já de Moções de Aplausos ao cantor Zezinho, croner da banda Cobras do Forró, a miss Brasil Universo e várias pessoas que a maioria dos moradores dos bairros desconhece. Até o momento não tem um único vereador com coragem de fazer uma Moção em favor da Asscron. Essa discriminação leva os cornos a perguntar por que os vereadores não querem valorizar Asscron e o nosso folclore. Parece que existe fobia contra os cornos. Os vereadores esquecem que os cornos votam, pagam impostos, são pessoas de bem e se ingressaram na Asscron é porque colocaram alguma coisa em suas cabeças. Será que nenhum vereador tem coragem de defender os interesses da Asscron?", questionou.

Na opinião de Pedro Soares, a "lista dos cornos" e o "alto número" de filiados à Asscron justificam a concessão de uma Moção de Aplauso: "Entre os filiados à Asscron temos políticos, policiais, advogados e pessoas de quase todas as classes sociais e que trabalham em vários órgãos, instituições e Poderes. A categoria dos cornos tem respaldo. Merece reconhecimento por parte da Câmara e da Assembléia", disse.
Um dos filiados da Asscron contou à reportagem que alguns vereadores pediram secretamente para ver as "credenciais" dos filiados: "Um deles disse que somente não se filiava porque a esposa poderia descobrir que ele tem uma amante lotada no gabinete da Câmara Municipal. Se for verdade teremos que alterar o estatuto da Asscron para permitir a entrada de "cornuálias". Um dia desses fomos até um gabinete para tentar convidar um vereador, mas a secretária informou: "Ele é adepto da política franciscana: é dando que se recebe", disse entre risos.

Pedro Soares explicou que a Asscron não têm intenção de denegrir, caluniar, injuriar ou difamar pessoas: "Na Asscron só entra quem é corno assumido e quer usar o chapéu de chifres. Não fazemos nem questão de filiar quem deseja continuar no anonimato ou quem discrimina a nossa Asscron", concluiu.

Fonte: Abelardo Jorge

Gente de OpiniãoDomingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Deputado Alex Redano anuncia recursos de R$ 16 milhões para asfalto em Ariquemes

Deputado Alex Redano anuncia recursos de R$ 16 milhões para asfalto em Ariquemes

O deputado estadual Alex Redano (Republicanos) anunciou nesta quinta-feira (13), a o destino de R$ 16 milhões para massa asfáltica em que serão exec

Deputada Ieda Chaves solicita policiamento ostensivo e novos totens de segurança no Morar Melhor

Deputada Ieda Chaves solicita policiamento ostensivo e novos totens de segurança no Morar Melhor

Preocupada com o bem-estar e segurança da população, a deputada estadual Ieda Chaves (União Brasil), solicitou do Governo de Rondônia, através dos R

Deputados aprovam revisão anual dos servidores da Assembleia Legislativa

Deputados aprovam revisão anual dos servidores da Assembleia Legislativa

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) aprovou o Projeto de Lei Complementar 77/2024, de autoria da Mesa Diretora, que concede revisão anual

Projeto que institui o Dia Estadual pelo Fim do Feminicídio é aprovado pela Assembleia

Projeto que institui o Dia Estadual pelo Fim do Feminicídio é aprovado pela Assembleia

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) aprovou o Projeto de Lei 111/2023, que institui no calendário estadual o dia 25 de março, como o Dia E

Gente de Opinião Domingo, 16 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)