Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Trabalhadores em educação voltam à ALE


Em assembléias realizadas nas sedes das Regionais, em todo o Estado, os trabalhadores em educação decidiram manter a mobilização pelo envio e aprovação do Plano de Carreira unificado, e pelo cumprimento de todos os itens da negociação com os deputados estaduais e do acordo firmado com o governo perante a Justiça. Pelo acordo a suspensão da greve termina dia 20/10, prazo em que o plano de carreira já deverá estar concluído. A partir desta semana os trabalhadores voltam às Galerias da Assembléia Legislativa para cobrar dos deputados estaduais empenho no envio do Plano à Casa de Leis e a aprovação do Projeto.

Nas assembléias a direção do Sintero expôs aos trabalhadores em educação o resultado das reuniões com os deputados estaduais e dos trabalhos da comissão de discussão do Plano de carreira. A presidente do sindicato, Claudir Mata, fez um relato dos itens das negociações que já foram atendidos e dos que não foram cumpridos. Ela ressaltou a importância da união e da mobilização da categoria para cobrar do governo e dos deputados o atendimento do que ficou acordado para a suspensão da greve.

O representante da categoria na Comissão de Discussão do Plano de Carreira, Manoel Rodrigues, informou que os trabalhos foram concluídos, e que ainda nesta semana o texto será entregue ao governador para envio à Assembléia Legislativa. Segundo ele o Plano de Carreira unificado apresenta alguns avanços em relação à valorização profissional, pois unifica a categoria e garante a carreira dos professores e dos funcionários de escolas, que passam a ser denominados Técnicos Educacionais.

O secretário se Assuntos Educacionais do Sintero, João Duarte, relatou a grande quantidade de queixas e denúncias dos trabalhadores em educação que estão sofrendo assédio moral e perseguições nas escolas por terem participado da greve que durou 15 dias. Ele tranqüilizou a categoria e informou que todas as denúncias estão sendo levadas ao secretário de Estado da Educação, Edinaldo Lustoza, e ao juiz que homologou o acordo entre o Sintero e a Seduc, com pedido de providências.

A partir de agora os trabalhadores em educação voltam a se reunir diariamente na Assembléia Legislativa para acompanhar as sessões e pedira aprovação do Plano de Carreira.

Fonte: Adércio Dias

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi