Porto Velho (RO) sábado, 7 de dezembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Tiziu faz críticas a diversos órgãos e fala em privatização


O deputado Tiziu Jidalias (PMDB), em discurso na Assembléia Legislativa falou que a Caerd precisa passar por um processo de revitalização. “Não podemos mais continuar com a Caerd da forma arcaica como está. Se não estão dando conta de administrá-la, que ela seja privatizada. Água tratada e saneamento básico são assegurados pela Constituição Federal. Em Rondônia não chegamos a ter 5% de saneamento básico”, criticou.

Voltou a alertar que o município de Buritis está à beira de uma epidemia, sendo que já foi comprovado que 100% de suas águas estão contaminadas. “Isso não é uma crítica ao governador, porque acredito que essa Caerd que aqui está é uma má herança que o governo Cassol recebeu”, destacou. Disse que uma solução para a ineficácia possa ser realmente a privatização e que seja colocada nas mãos de empresários competentes para fazer uma mudança radical. “Não quero citar nomes, nem criticar A ou B, estou criticando um sistema que não está funcionando”, ressaltou.

Outro órgão arcaico que não está funcionando no estado, segundo o parlamentar, é o Instituto Nacional de Reforma Agrária (Incra). “É o mesmo Incra que precisa ser arrancado da mão do governo federal para passá-lo para o estado. Só nós sabemos da real situação que vive nosso povo na zona rural. Sabemos da dificuldade em fazer financiamentos para investimentos em suas terras por falta de título definitivo”, criticou.

O deputado também voltou a falar sobre a geração de emprego e renda, em relação à industrialização, só que desta vez criticando o Departamento de Infra-Estrutura Terrestre (Dnit/RO). “Que vergonha esse órgão chamado Dnit. A BR-364 está numa situação de calamidade pública. Não quero aqui incentivar uma greve que já está sendo cogitada por carreteiros nos postos de gasolina, pois já estão dispostos a fechar a única estrada que nos liga aos demais estados brasileiros por causa de tantos buracos. Mas como podemos falar em industrialização no estado se não temos uma estrada adequada? Já encaminhei vários ofícios e não recebi nenhuma resposta. A única resposta vaga que recebi é já estão pensando em fazer uma reforma, aí questiono:

Quem irá responder criminalmente pelas mortes que são cometidas todos os dias na BR-364, por causa das más condições da estrada?”, questionou.

Outra crítica feita pelo parlamentar, mas ao governo federal foi em relação ao Programa Luz para Todos. “Prefiro continuar dizendo que o programa se chama “Luz para alguns”, porque não tem sido luz para todos, porque numa linha rural onde tem 50 quilômetros, a luz é colocada em apenas 15 quilômetros. É um programa bonito, mas que realmente precisa ser colocado em prática”, finalizou.

Mais Sobre Política

Sessão Solene marcou a entrega da honraria a 30 homenageados, no Dia da Consciência Negra

Sessão Solene marcou a entrega da honraria a 30 homenageados, no Dia da Consciência Negra

O deputado Lazinho da Fetagro (PT) comandou na tarde desta quarta-feira (20), no auditório da Assembleia Legislativa, Sessão Solene para homenagear

Presidente Laerte Gomes ressalta importância da união entre os poderes para o cumprimento do Teto de Gastos de 2019

Presidente Laerte Gomes ressalta importância da união entre os poderes para o cumprimento do Teto de Gastos de 2019

Na tarde desta segunda-feira (18), o presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), participou da reunião com o Colegiado Superior do Es

Adelino Follador parabeniza presidente Bolsonaro por obra na BR-319

Adelino Follador parabeniza presidente Bolsonaro por obra na BR-319

O deputado Adelino Follador (DEM) recebeu com alegria o anúncio feito pelo presidente Jair Bolsonaro (Sem partido), sobre o asfaltamento da BR-319,

Vencedores de concursos recebem premiação durante grande evento na Assembleia

Vencedores de concursos recebem premiação durante grande evento na Assembleia

Ao longo de 36 anos, a promulgação da Constituição Estadual de Rondônia foi lembrada de forma trivial pelos Poderes, mas no ano de 2019 a data de 6