Porto Velho (RO) sábado, 15 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política

STJ nega hábeas-corpus a Carlos Magno


Agência O Globo BRASÍLIA - O ministro Paulo Gallotti, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), indeferiu o pedido de liminar em hábeas-corpus para Carlos Magno Ramos, preso durante a Operação Dominó, em Rondônia, por suposto envolvimento com o esquema de desvio de dinheiro público. Carlos Magno (ex-chefe da Casa Civil). Carlos Magno Ramos busca a revogação da prisão preventiva sob o argumento de excesso de prazo e falta de fundamentação do decreto de prisão, afirmando não existirem indícios de autoria que justifiquem a adoção da rigorosa medida, como também nenhum fato concreto que o vincule à ação dita criminosa. Ele foi denunciados pela prática dos crimes de peculato, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. A defesa de Carlos Magno Ramos argumenta que o STJ decidiu pela atipicidade das condutas pelo crime de formação de quadrilha ou bando relativamente aos cinco denunciados na condição de chefes do grupo organizado, colocando-os em liberdade. Portanto não há como justificar a prisão do réu por suposto auxílio a essas pessoas. Ao decidir, o ministro afirma que não enxerga, num exame preliminar, a possibilidade de concessão da liminar solicitada por Calos Magno, pois a análise dos motivos que levaram à imposição da prisão há de realizar-se com um exame mais detalhado dos elementos de convicção existentes nos autos. O ministro ressalta que o decreto de prisão preventiva aponta indícios do envolvimento de Carlos Magno, juntamente com diversas pessoas, em complexa organização criminosa, denominada de núcleo de obtenção de ganhos econômicos, que tinha propósitos distintos e autônomos do núcleo de influência estatal, cujos integrantes foram denunciados em ação penal que tramita no STJ.

Mais Sobre Política

Em visitas às secretarias, pedidos de providências feitos pelo vereador Waldemar Neto são atendidos

Em visitas às secretarias, pedidos de providências feitos pelo vereador Waldemar Neto são atendidos

Após a exposição dos anseios da população portovelhense em terem suas demandas atendidas pelas secretarias competentes, o Vereador Waldemar Neto pro

Presidente Laerte Gomes afirma que por falta de gestão pública na prefeitura de Ji-Paraná comércio será novamente fechado na cidade

Presidente Laerte Gomes afirma que por falta de gestão pública na prefeitura de Ji-Paraná comércio será novamente fechado na cidade

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), lamentou a edição do novo decreto governamental, que reclassificou 7 municípios, que terã

Descaso e abandono levam vereadora Cristiane Lopes a ouvir mais uma vez o clamor dos moradores do Bairro Castanheiras

Descaso e abandono levam vereadora Cristiane Lopes a ouvir mais uma vez o clamor dos moradores do Bairro Castanheiras

Desde 2017 que a vereadora Cristiane Lopes (PP), insiste para que o poder público atenda às necessidades básicas dos moradores do Bairro Castanheiras,

Vereadora Cristiane Lopes continua cobrando finalização de obras do Bairro Aeroclube

Vereadora Cristiane Lopes continua cobrando finalização de obras do Bairro Aeroclube

A vereadora Cristiane Lopes (PP) foi pessoalmente fiscalizar as obras no Bairro Aeroclube na Zona Sul de Porto Velho, onde ela já fez diversos encamin