Porto Velho (RO) segunda-feira, 23 de maio de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Sindicato vai às bases para esclarer sobre ação do FGTS


Diretores do Sindicato dos Bancários e Trabalhadores do Ramo Financeiro de Rondônia (SEEB-RO) dividiram-se em três grupos para fazer visitas às agências bancárias e cooperativas de crédito de todo o Estado, a fim de levar maiores esclarecimentos sobre a ação de reposição de valores da Taxa Referencial (TR) do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), defasados desde o ano de 1999, que a entidade vai ajuizar para seus filiados.

Os dirigentes, além de também fazerem a distribuição da última edição do jornal impresso da entidade, também fizeram uma breve avaliação das conquistas obtidas com a Campanha Nacional dos Bancários 2013.

O presidente José Pinheiro, o diretor de Imprensa Clemilson Farias e os diretores regionais Paulo Pereira (Cacoal) e Sidney Celso (Vilhena), visitaram os municípios que compõem a regional Cacoal, que são Pimenta Bueno, Rolim de Moura, Alta Floresta, Santa Luzia e Espigão do Oeste.

Os diretores José Toscano (Jurídico), Cleiton dos Santos (Saúde) e Jonas Pinheiro (regional Ariquemes) visitaram as agências dos municípios de Ariquemes, Buritis, Monte Negro, Machadinho do Oeste, Alto Paraíso e Cacaulândia.

Já os diretores Osvaldmundo Esteves (Administração) e Irineu Almeida (regional Ji-Paraná) estiveram nas unidades de Ji-Paraná, Presidente Médici, Alvorada do Oeste, Urupá, São Miguel do Guaporé, Jarú, Ouro Preto, Nova União e Teixeirópolis.

Os municípios do Cone Sul, que compõem a regional de Vilhena - Colorado do Oeste, Cabixi, Cerejeiras, e Corumbiara - serão visitados pelo diretor regional Sidnei Celso.

Com as visitas da regional de Vilhena, o alcance do Sindicato atingirá aproximadamente 80% de sua base e até o final do ano vai totalizar os 100% de toda a base estadual.

FGTS

Os diretores explicaram aos funcionários de bancos públicos e privados e das cooperativas de crédito do interior que a ação do FGTS se refere à TR, índice de correção utilizado para atualizar os valores depositados nas contas de FGTS mas que, desde 1999, o Governo Federal vem aplicando a atualização a apenas este índice, ignorando os índices inflacionários anuais.

Desde 1999 os percentuais a título de TR reduziram gradativamente e em 2012 chegou a zero. Com isso o dinheiro do trabalhador encontra-se totalmente defasado. O dinheiro do empregado que está depositado na conta vinculada está sem correção. A referida ação engloba o período de 1999 até os dias atuais e essas diferenças a título de correção podem chegar até a 88,3%.

A ação judicial é direcionada a todos os empregados que trabalharam sobre o regime da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), e é um direito garantido até mesmo aos que já sacaram os valores de FGTS durante este período.

Fonte: RONDINELI GONZALEZ
 

Mais Sobre Política

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

Sessão Solene da Assembleia Legislativa homenageia personalidades de Cacoal e região

A Assembleia Legislativa de Rondônia realizou na noite desta sexta-feira, 20, Sessão Solene no município de Cacoal, para entrega de entrega de Votos

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Deputados participam da solenidade de abertura da 9ª Rondônia Rural Show

Com a presença dos deputados Luizinho Goebel (PSC), Cirone Deiró (União Brasil), Adelino Follador (União Brasil), e Laerte Gomes (PSB), a Assembleia

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

Presidente Alex Redano entrega homenagens a personalidades civis e militares

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), comandou na tarde desta quarta-feira (18), no Plenário da Casa de Leis, Sessão S

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

Cafeicultura rondoniense é destaque no desenvolvimento do estado com geração de emprego e renda, afirmou Cirone Deiró

“A comercialização da saca do café robusta beneficiado está em R$ 700 reais com uma produção estimada para a safra de 2022, de 2,49 milhões de sacas