Porto Velho (RO) sexta-feira, 18 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Servidores elogiam oficina sobre o SUS


    

Os servidores da Coordenação Regional da Funasa de Rondônia que participaram da oficina '(Re) Descobrindo o SUS que temos para construirmos o SUS que queremos', realizada na semana passada, em Porto Velho, elogiaram a iniciativa e seus organizadores.

"A importância de participar de um curso sobre o SUS é uma oportunidade de conhecer seus direitos e deveres, desempenhar o seu papel de usuário e fazer valer seus direitos", afirmou o motorista da Divisão de Engenharia de Saúde Pública (Diesp) Gesse Silveira. Ele lembrou ainda, que a imagem que tinha do SUS era negativa, por não conhece-lo e por achar que era um sistema sem estrutura e valor.

De acordo com o auxiliar contábil do Dsei Vilhena, Irineu Otto a oficina possibilitou conhecer mais profundamente o SUS e mudar a imagem de que o sistema não funcionava, era limitado e não oferecia serviços de qualidade. Segundo ele, para o atendimento melhorar tem que haver mais divulgação por parte dos gestores. "Os atendimentos prestados pelo SUS são bons. Já foram mais precários e podem melhorar", ressaltou.

Para o auxiliar administrativo da Diesp, Lourivaldo Francisco Breves, ele adquiriu mais conhecimentos a respeito do sistema, os quais serão repassados a outras pessoas, possibilitando que todos possam cobrar os seus direitos. "Antes do curso achava que o sistema existia somente no papel e não funcionava. Em Rondônia o atendimento é precário e deixa a desejar, ao contrário de outros estados, onde funciona melhor que muitos planos particulares." afirmou o servidor.

Durante o curso "pude saber realmente o que é o SUS. Só conhecia de ouvir falar", disse técnico em contabilidade do Dsei Vilhena, Luiz Eiji Sato. Ele achava que o sistema não funcionava, mas ao final da oficina, percebeu que não era bem assim e que o atendimento melhorou, apesar de existir um longo caminho pela frente para realmente atender com eficiência. Sato ressaltou informação adquirida durante o curso, que segundo pesquisa do IBGE, dos 300 mil usuários que procuram atendimento na rede do SUS, 98% são atendidos.

O conteúdo do curso foi trabalhado de forma participativa, com dinâmicas de grupo e com uma abordagem que permitiu a cada um dos participantes, o reconhecimento do lugar ocupado dentro do sistema, a identificação de suas potencialidades e os limites de sua atuação individual e coletiva. 

Fonte: Ascom/Funasa/RO

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi