Porto Velho (RO) sexta-feira, 27 de novembro de 2020
×
Gente de Opinião

Política

Serviços de limpeza dos hospitais estaduais poderão ser interrompidos


Em reunião realizada nesta terça-feira (25) pelo Sindicato dos Trabalhadores de Serviços Terceirizados e Limpeza (SINTELPES), com funcionários da empresa AMAZONFORT que são agentes de coleta de resíduos hospitalares no Hospital de Base, que estão em estado de greve por causa de atrasos de salários e benefícios, o que vem ocorrendo praticamente todos os meses durante a gestão do governador Confúcio Moura; foi informado que a causa principal do problema é o constante atraso nos repasses do Estado para as empresas terceirizadas, as quais estariam há três meses sem receber, segundo informações levantadas pelo SINTELPES.

Durante a reunião, os dirigentes do sindicato e da Central Única dos Trabalhadores (CUT) ouviram reclamações e reivindicações dos funcionários da Amazonfort, que estão com o salário de fevereiro e o retroativo do Convenção Coletiva 2014, de 14,28% sobre o vale alimentação de janeiro atrasados. Os funcionários exigiram como condição para não decretação imediata de greve, que a empresa assumisse o compromisso de quitar os atrasados até a próxima quinta-feira (27) e que não haja atrasos no pagamento do vale alimentação de março, que deve ser pago até o dia 30; bem como, do salário de março que deve ser pago até o 5º dia útil de abril (08/04).

O SINTELPES relatou que o governo alega que as empresas teriam que ter capital de giro para suportar até três meses de atrasos; ou seja, reconhece que está em débito mas diz que a culpa dos atrasos seria das empresas. As empresas alegam não haver nenhuma previsão no processo licitatório ou nos contratos firmados para esse tipo de atrasos. Para o sindicato a postura do governa caracteriza um calote, que acaba prejudicando os trabalhadores. Durante a reunião o sindicato recebeu um ofício da Amazonfort se comprometendo a pagar os atrasados até o dia 27; com isso, os trabalhadores decidiram suspender a paralisação, decretar estado de greve e aprovaram greve a partir de sexta-feira (28) se houver descumprimento do acordo.

O Sindicato relata que o problema é muito grave e afeta outras empresas terceirizadas, sendo que atualmente outras duas empresas também estão com salários atrasados. O Sintelpes, com o apoio da CUT, pretende realizar uma ampla campanha envolvendo ao mesmo tempo todas as empresas do setor, com o objetivo de pressionar o governo a não atrasar os repasses, que causa os atrasos de salários e benefícios. Para o presidente da CUT, Itamar Ferreira, "a postura do governo é lamentável, pois os trabalhadores têm que manter suas famílias, pagar seus compromissos e seus credores não querem saber de quem é a culpa, se é do governo ou das empresas".

Fonte: CUT
 

Mais Sobre Política

Presidente Laerte Gomes articula reunião com representantes da agroindústria de Rondônia, Idaron e Sefin

Presidente Laerte Gomes articula reunião com representantes da agroindústria de Rondônia, Idaron e Sefin

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), junto com os deputados Ismael Crispin (PSB), Cássia Muleta (Pode) e Chiquinho da Emater a

Deputados votam a LDO para 2021, com quatro emendas

Deputados votam a LDO para 2021, com quatro emendas

Os deputados estaduais aprovaram, em sessão extraordinária nesta terça-feira (24), o PL 557/20, que dispõe sobre as Diretrizes para a elaboração da Le

Sargento Eyder Brasil defende local digno de trabalho aos policiais do 5º BPM  e cobra desburocratização

Sargento Eyder Brasil defende local digno de trabalho aos policiais do 5º BPM e cobra desburocratização

Durante a sessão ordinária desta terça-feira (24), o deputado estadual Sargento Eyder Brasil (PSL) defendeu um local digno de trabalho aos policia

Vereadora Cristiane Lopes cobra melhorias para bairros da Capital

Vereadora Cristiane Lopes cobra melhorias para bairros da Capital

A vereadora Cristiane Lopes (progressistas), mesmo em campanha do segundo turno rumo à prefeitura de Porto velho, não parou com os seus trabalhos le