Porto Velho (RO) segunda-feira, 15 de agosto de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Semed: Oficinas buscam reduzir a violência doméstica


Diretores, supervisores e professores das escolas da rede municipal de ensino da Capital se reúnem nos próximos dias 24 e 25 de abril, das 14h às 18h, no auditório da Biblioteca Municipal "Francisco Meirelles", para tratar da ocorrência de violência doméstica contra crianças e adolescentes de escolas públicas. As oficinas fazem parte do projeto "Escola Amiga: Prevenindo a Violência Doméstica Contra Crianças e Adolescentes", desenvolvido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed), em parceria com o Centro de Defesa da Criança e do Adolescente Maria dos Anjos (CDCAMA).

Segundo a diretora do Departamento de Apoio ao Educando (DAE) da Semed, Laura Eloísa Rios, o projeto visa contribuir para o desenvolvimento de uma cultura de valorização, respeito e proteção à criança e ao adolescente, ajudando, assim, a reduzir os maus-tratos, espancamentos e abusos sexuais contra menores. "Esse trabalho começou a ser desenvolvido no ano passado, quando estiveram envolvidas 59 escolas municipais, beneficiando 290 professores, em várias oficinas realizadas durante o ano de 2006", lembra a chefe da Divisão de Saúde Escolar (Dise) da Semed, Valdete da Silva Leite, que diz ter gostado dos resultados apresentados no ano passado.

Durante as oficinas, a assistente social Maria Alice Ribeiro, do Centro de Defesa Maria dos Anjos, vai proferir uma conferência, mostrando o importante papel que o professor representa no combate à violência doméstica. "Vamos preparar os professores para lidarem com essa situação. Eles vão aprender a detectar as crianças e adolescentes que sofrem maus-tratos ou são, de qualquer forma, violentadas em casa, influindo isso no seu rendimento escolar", reafirma Valdete, que acredita nos resultados positivos do projeto "Escola Amiga".

Para o prefeito Roberto Sobrinho e para a secretária municipal de Educação, Epifânia Barbosa da Silva, o projeto "Escola Amiga", seguramente, vai ajudar a reduzir os maus-tratos e os abusos sexuais contra crianças e adolescentes – sobretudo aqueles que estudam na rede municipal de ensino de Porto Velho. "A questão, entretanto, não é tão fácil, porque muitas crianças e adolescentes têm medo de denunciar os agressores e, muitas das vezes, as mães são coniventes, quando se trata de padrastos e enteados ou enteadas em fase escolar", ressalta Epifânia.

No entanto, a despeito de todas as dificuldades próprias das circunstâncias do problema, os técnicos da Semed, dentre os quais a coordenadora do Programa de Violência Doméstica Contra a Criança e o Adolescente, Alzenira de Azevedo Maia, acreditam que a partir das oficinas dos próximos dias 24 e 25, os professores e pais terão um melhor controle da situação. "Afinal, todos serão inteirados sobre os preceitos que norteiam os direitos e deveres das crianças e adolescentes, que, por viverem, muitas vezes, em situação de extrema penúria, acabam sendo presas fáceis para as pessoas inescrupulosas" cita.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política

Presidente da Assembleia rejeita pedido da defesa e quer decisão judicial que manda cassar Geraldo da Rondônia acatada

Presidente da Assembleia rejeita pedido da defesa e quer decisão judicial que manda cassar Geraldo da Rondônia acatada

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), disse que rejeitou pedido da defesa do deputado Geraldo da Rondônia, para susp

Escola do Legislativo abre cursos do segundo semestre

Escola do Legislativo abre cursos do segundo semestre

Após um breve período sem aulas, a Escola do Legislativo (EL), que pertence à Assembleia Legislativa (Ale), retomou suas atividades, oferecendo curs

Deputado Mauro Nazif pede a criação da Polícia Judicial no TJ/RO

Deputado Mauro Nazif pede a criação da Polícia Judicial no TJ/RO

O Deputado Federal, Dr. Mauro Nazif, participou ontem (02/08), da "Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público", na Câmara dos Deputados em

Nota Pública de Confiança no  Sistema Eleitoral Brasileiro

Nota Pública de Confiança no Sistema Eleitoral Brasileiro

Os infra signatários, Professoras e Professores que atuam no Departamento Acadêmico de Ciências Jurídicas da Universidade Federal de Rondônia, Campu