Porto Velho (RO) domingo, 15 de setembro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Semed monta exposição literária em comemoração ao Dia Nacional da Leitura


 

Desde o ano passado que o dia 12 de outubro passou a ser consagrado como “Dia Nacional da leitura”. A data que também remete ao Dia das Crianças, foi instituída com o objetivo de tornar a prática da leitura uma ação popular e usual na vida dos jovens brasileiros.

Em celebração à data festiva, este ano a secretaria municipal de Educação (Semed) montou uma exposição de livros, revistas, folderes e poesia no pátio da instituição, como forma de chamar a atenção dos funcionários do órgão e das pessoas que visitam a secretaria, para o hábito da leitura.

A chefe da divisão de ensino fundamental da Semed, Anelisa Veloso de Souza, afirmou que essa foi a forma que a direção do órgão encontrou para incentivar o gosto da leitura entre os servidores da educação. “Fizemos questão de distribuir esses trabalhos literários em várias áreas, justamente para que o funcionário, antes de entrar em sua sala de trabalho ou depois do expediente, tenha contato com os livros e conheça a obra de vários autores que estão expostos. Por isso estão expostos, desde poemas um pouco mais extensos e haicais e até livros e revistas”, explicou a chefe da divisão.

Haikai, haiku ou haicai é uma forma poética de origem japonesa, que valoriza a concisão e a objetividade. Os poemas são escritos em três linhas, contendo na primeira e na última, cinco caracteres japoneses (totalizando sempre cinco sílabas) e sete caracteres na segunda linha (sete sílabas).

Programa

Fora essa ação, a Semed desenvolve desde 2009, o Programa de Incentivo à Leitura e Produção Textual Livro – Carta - Mural, criado para incentivar os alunos à leitura e produção textual do modo mais espontâneo possível, utilizando-se de recursos paradidáticos como o livro carta e o mural e promover a interação entre Escola, pais e alunos em torno da leitura e produção textual, em caráter permanente.

O programa também atinge um público amplo que vai desde os alunos, até professores e demais integrantes da equipe pedagógica da Escola, passando pela família dos alunos e outros servidores, por meio do “efeito contágio” (curiosidade e a busca da leitura no mural). Quando o programa foi lançado no ano passado, atendia cinco Escolas da rede municipal de ensino. Este ano, o programa foi expandido para mais cinco estabelecimentos e abrangendo todas as quatro zonas da cidade.

São dois estabelecimentos na zona Oeste, Escolas Antônio Rebelo das Chagas e São Pedro. Na zona Sul, são mais três Escolas participantes: Cor de Jambo, Raimundo A. da Silva e Saul Bennesby. As escolas Nossa Senhora do Amparo e Pé de Murici integram o programa na zona Norte, enquanto que Chapeuzinho Vermelho, 12 de Outubro e São Miguel disponibilizam o programa aos alunos da zona Leste.

Fonte: Joel Elias
 

Mais Sobre Política

Biometria obrigatória encerrará no mês de setembro, em oito municípios de Rondônia

Biometria obrigatória encerrará no mês de setembro, em oito municípios de Rondônia

A Justiça Eleitoral em Rondônia encerrará, no mês de setembro de 2019, a última fase do processo de revisão biométrica do eleitorado do estado, com co

Cristiane Lopes fiscaliza demandas de Extrema e União Bandeirantes

Cristiane Lopes fiscaliza demandas de Extrema e União Bandeirantes

A vereadora Cristiane Lopes (PP) esteve nos Distritos de União Bandeirantes e Extrema para realizar o levantamento das demandas dos moradores das comu

Rondônia é o primeiro estado do Brasil a implementar Programa Criança Protegida

Rondônia é o primeiro estado do Brasil a implementar Programa Criança Protegida

Em busca de efetivar políticas públicas que, de fato, beneficiem a sociedade rondoniense, o governador de Rondônia, coronel Marcos Rocha, e a primeira

Assembleia Legislativa aprova lei que garante o piso nacional aos professores da rede estadual

Assembleia Legislativa aprova lei que garante o piso nacional aos professores da rede estadual

Em duas votações, a Assembleia Legislativa aprovou, por unanimidade, na sessão desta terça-feira (10), o Projeto de Lei Complementar 31/19, de autor