Porto Velho (RO) domingo, 20 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Semed estimula projetos nas escolas


Diagnosticar as dificuldades encontradas pelas escolas da rede municipal de ensino de Porto Velho na implementação de projetos de educação ambiental e reforçar o trabalho desenvolvido pela Comissão de Meio Ambiente (Com-Vida) e pela Agenda 21, no sentido de promover um novo padrão de desenvolvimento para o mundo. Com esses objetivos, técnicas de educação ambiental da Secretaria Municipal de Educação – Semed e integrantes do Coletivo Jovem pela Sustentabilidade de Rondônia realizam, durante todo o mês de setembro, um ciclo de visitas às escolas.
 
Segundo a coordenadora de Educação Ambiental da Semed, Fátima Souza Moreira, as visitas também estão servindo para incluir no projeto as escolas do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental, que não estavam participando. O projeto do MEC (Ministério de Educação e Cultura), no qual a Com-Vida e a Agenda 21 estão inseridas, "Vamos cuidar do Brasil", só atinge os alunos do 6º ao 9º ano. "A Semed decidiu estender o atendimento aos alunos menores por conta própria, por entender que quanto antes for iniciado o trabalho de conscientização, maiores as chances dos mesmos absorverem o conteúdo e se conscientizarem do problema", informa a coordenadora.
 
O Coletivo Jovem foi criado pelos ministérios de Educação e de Meio Ambiente para dar suporte aos projetos do governo federal nas escolas. É integrado por jovens voluntários, que se prontificaram a articular os estudantes, professores e moradores de suas comunidades em torno da elaboração e execução de atividades de preservação ambiental e de melhoria da qualidade de vida.
 
"Em junho de 2005 realizamos a Conferência Municipal, na qual foram eleitos os delegados, os alunos que vão representar a escola e coordenar os projetos, sendo que em abril desse ano aconteceu a Conferência Nacional", conta a técnica de Educação Ambiental da Semed, Solange Luna Simão, acrescentando que com base em uma lista de temas, tratados no projeto como responsabilidades, cada escola escolheu para trabalhar as responsabilidades que melhor se adequassem às suas necessidades.
 
De acordo com a técnica, a Semed já vinha desenvolvendo projetos ambientais nas escolas e estimulando a participação dos alunos em atividades em seus bairros. "O comportamento dos alunos vem mudando. A gente percebe que eles estão se preocupando mais com a limpeza da escola, com o cultivo da horta; realizando mutirões de limpeza", finaliza Solange.

Fonte: ASCOM

Mais Sobre Política

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

Liderança na produção do cacau depende da vontade política, aponta debate

A volta do protagonismo brasileiro na produção de cacau depende de mais investimentos em pesquisa e de ações como o fortalecimento da Comissão Executi