Porto Velho (RO) domingo, 23 de janeiro de 2022
×
Gente de Opinião

Política

Sandra Moraes: projeto da rodoviária só será votado depois das audiências públicas


A Câmara de Vereadores de Porto Velho está cobrando do prefeito Roberto Sobrinho
(PT) a realização de audiências públicas para que o projeto que versa sobre
a construção do novo terminal rodoviário intermunicipal da Capital siga tramitando
na Casa de Leis. Para a presidente da Câmara, vereadora Sandra Moraes, o
Poder Executivo não deve, pela invocação do regime de urgência, atropelar
a técnica legislativa, porque isso impede a discussão do assunto com a parte
mais interessada que são os usuários.

O projeto que trata da autorização ao Poder Executivo para concessão, construção,
administração e exploração do Terminal Rodoviário de Porto Velho foi encaminhado
a Câmara há cerca de 15 dias. Desde então, a única ação do Poder Executivo
foi mandar o secretário Municipal de Transportes e Trânsito, Cláudio Carvalho,
participar de uma sessão especial, quando foram apresentados alguns pontos
do projeto. ?Isso, contudo, não é suficiente para dizer que o projeto foi
debatido com a sociedade?, lembra Sandra Moraes.

A presidente da Câmara já divulgou comunicado há duas semanas alertando para
o cumprimento da legislação. Ela lembra que o assunto é disciplinado pelo
parágrafo 4º do artigo 65 da Lei Orgânica do Município. Pelo que estamos
percebendo, parece que primeiro querem aprovar o projeto, para depois ouvir
a comunidade. Não vamos colocar o carro adiante dos bois. Nessa administração,
a Câmara Municipal primou por cumprir a Lei e respeitar os cidadãos que aqui
nos colocaram, sustenta com firmeza a vereadora.

Pela explanação que fez aos vereadores, o secretário municipal de Transportes
e Trânsito Cláudio Carvalho deixou claro que a administração do PT não tem
interesse em retirar a rodoviária do local onde funciona atualmente.

No comunicado divulgado pela presidência da Câmara, Sandra Moraes deixa claro
que, de acordo com a legislação em vigor, cabe ao Poder Executivo, antes
de publicar o edital de licitação, elaborar e fazer publicar no Diário Oficial
do Município e em jornal de circulação regional uma justificativa demonstrando
a conveniência da outorga da concessão do serviço, com caracterização de
seu objeto, da área e do prazo de duração da concessão. Sem observar essas
exigências, a Prefeitura vai atropelar a praxe legislativa adotada para projetos
dessa natureza, acentua Sandra Moraes.

 

 

Mais Sobre Política

Vereador Fogaça quer contratação de profissionais da saúde em Porto Velho

Vereador Fogaça quer contratação de profissionais da saúde em Porto Velho

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) disse nesta quinta-feira 20.01 que o Município precisa, imediatamente, contratar profissionais de saúde pa

Deputado Anderson cobra eficiência do Serviço de Inteligência da Sejus para atuar no combate ao crime organizado

Deputado Anderson cobra eficiência do Serviço de Inteligência da Sejus para atuar no combate ao crime organizado

A fuga de dois apenados de altíssima periculosidade no Instituto de Médico Legal – IML, na última sexta-feira (14), fez o deputado estadual Anderson

Deputado Alex Redano reforça pedido para que Teatro Estadual em Ariquemes possa ser utilizado para atender pacientes

Deputado Alex Redano reforça pedido para que Teatro Estadual em Ariquemes possa ser utilizado para atender pacientes

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), reforçou o pedido feito pela secretária Municipal de Saúde (Semsau), Milena Piet

Vereador Everaldo Fogaça ouve demandas das famílias do Cristal da Calama

Vereador Everaldo Fogaça ouve demandas das famílias do Cristal da Calama

O vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) visitou esta semana as famílias residentes do Cristal da Calama para conferir de perto a denúncia de aband