Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política

ProJovem já formou 1200 mil alunos


O ProJovem, programa do governo federal gerenciado pelas prefeituras em todo o país, já realizou em Porto Velho três entradas (fases). Duas concluídas com a qualificação profissional de 1200 jovens. Através de medidas conjuntas das secretaria municipais de Educação (Semed), Ação Social (Semas) e Desenvolvimento Econômico e Social (Semes), visando a elevação da escolaridade dos jovens; a qualificação profissional; o planejamento e execução de ações comunitárias de interesse público; e a reinserção dos jovens na escola.

Na terça-feira (20) passada, por orientação do prefeito Roberto Sobrinho, o programa decidiu dar uma nova oportunidade para os faltosos da primeira e segunda entradas que, por qualquer motivo, tenham deixado de freqüentar as aulas e, ao mesmo tempo, convocar os jovens inscritos na quarta entrada. A qualificação profissional ocorre através da parceria da Prefeitura com o Centro de Educação Tecnológica e de Negócios de Rondônia (Cetene), organização não-governamental subordinada a Fundação Educacional, Tecnológica e Cultural da Amazônia, sob a orientação pedagógica de Marasella Del Carmen. O Cetene oferece aos jovens cursos denominados Arcos Ocupacionais com 200 horas de duração cada um e que se subdividem nas seguintes áreas: Construção e Reparos I para formação de pedreiros, ladrilheiros, pintores e gesseiros; Construção e Reparos II para formação de eletricistas de edificações, instaladores de linhas de telecomunicações, instaladores de sistemas eletroeletrônicos de segurança e mantenedores de edificações; Administração para formação de arquivistas, almoxarifes, auxiliares de escritório, contínuos e Office-boy; Metal-mecânico para formação de serralheiros, assistentes de vendas (automóveis e autopeças), auxiliares de promoção de vendas e auxiliares administrativos (lojas de veículos e auto-peças). Segundo o secretário José Carlos Gadelha (Semes), ao final dos cursos os jovens receberão certificação e estarão prontos para ingressar no mercado de trabalho. Gadelha observa que os Arcos estão dando aos alunos, noções para enfrentar a batalha pelo emprego, inclusive na elaboração de currículos, legislação trabalhista, competitividade, ética no ambiente de trabalho e empreendedorismo. Todos os participantes do programa recebem ajuda de custo de R$ 100 mensais, até a conclusão do curso.
 

Mais Sobre Política

Daniel Pereira e Lindomar Garçon vão à Presidência do Banco do Brasil para evitar quebradeira do estado

Daniel Pereira e Lindomar Garçon vão à Presidência do Banco do Brasil para evitar quebradeira do estado

O Coordenador da bancada federal, deputado Lindomar Garçon (PRB-RO), intermediou ontem a tarde em Brasília, um encontro entre o Diretor de Governo do

Seminário vai discutir reintegração de apenados e implantação do Patronato Acuda, em RO

Seminário vai discutir reintegração de apenados e implantação do Patronato Acuda, em RO

O “Seminário Patronato - Reintegração Social de Egressos” vai reunir informações sobre caminhos na gestão da política penal, nos dias 23 e 24 de agost

ALE aprova renegociação da dívida do Beron

ALE aprova renegociação da dívida do Beron

Executivo vem a Assembleia para explicar a renegociação da dívida do Estado com o Beron. Após os debates, o Projeto de Decreto Legislativo que aprova