Porto Velho (RO) quarta-feira, 23 de outubro de 2019
×
Gente de Opinião

Política

Professores do ex-território que receberam a ação da isonomia


Centenas de professores federais do ex-Território beneficiados pela ação da isonomia têm encaminhado diariamente manifestações de apoio ao SINTERO por discordarem da maneira como o pagamento da ação vem sendo tratado por dois deputados e por servidores que disputaram e perderam a eleição do sindicato. A professora Adelina Jacob, lotada na Escola Cláudio Manoel da Costa, em Porto Velho, foi uma das que se manifestaram a favor do SINTERO confirma que não há discordância em relação à substituição do advogado nem quanto aos cálculos aprovados em assembléia da categoria e homologados pela Justiça. Os próprios servidores são unânimes em considerar vazia e sem propósito a polêmica que se instalou sobre o assunto. "Fomos nós quem decidimos em assembléia da categoria destituir o advogado e optar pelos cálculos mais justos", dizem.

A professora Adelina Jacob confirmou, inclusive em depoimento na Justiça do Trabalho, que o sindicato agiu com total transparência no caso da isonomia. "Eu participei de todas as assembléias realizadas em Porto Velho e acompanhei todo o processo. A direção do sindicato explicava cada passo do processo e quando havia alguma decisão a ser tomada, colocava em votação e os próprios servidores decidiam", disse.

Adelina Jacob destacou que na assembléia que substituiu o advogado da ação a decisão foi unânime. "Nós não agüentávamos mais tanta demora para recebermos a ação e tomamos conhecimento que o advogado Luiz Felipe estava vendendo os créditos e recebendo a parte dele. Na verdade estávamos sendo iludidos com valores astronômicos que jamais receberíamos". Segundo ela, na assembléia que discutiu os cálculos a direção do SINTERO apresentou todos os critérios e parâmetros para o pagamento da ação. "A União concordava em pagar os novos cálculos, e aos servidores foi facultado concordar ou não com os valores apresentados. Eu entendi que o valor era justo e votei a favor. Ninguém que estava na assembléia votou contra", completou.

No depoimento prestado perante a Justiça do Trabalho, a professora Adelina confirmou que "os cálculos apresentados nas assembléias eram individualizados de acordo com o nível de cada professor. Se o servidor tivesse dúvida poderia ir ao sindicato e conferir o seu cálculo". Consta ainda do depoimento que "no primeiro cálculo apresentado o valor foi bastante alto, tendo a depoente se surpreendido, razão pela qual questionou o advogado Luiz Felipe". Segundo ela, o advogado informou que "o mesmo teria sido calculado com alguma 'gordurinha' para poder negociar, tendo, na ocasião, a depoente se manifestado que não gostaria que nenhum brasileiro pagasse um só centavo de algo que não fosse seu direito".

Assim como a professora Adelina, centenas de outros servidores federais do ex-Território consideram que o que se pretende agora é fazer barulho em torno de um assunto que só diz respeito aos próprios servidores. "O que os servidores decidem em assembléia da categoria não cabe a deputado questionar. Se houvesse algum problema nós mesmos questionaríamos na instância apropriada, que é a assembléia do nosso sindicato", finalizaram.

Fonte: adercio dias

Mais Sobre Política

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que  investiga fraude em fundos de pensão

Polícia Federal deflagrou a Operação Grand Bazaar, que investiga fraude em fundos de pensão

Por determinação do Supremo Tribunal Federal, a Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (21) a Operação Grand Bazaar, visando desarticular um “esquema cri

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Ministério Público realiza reunião sobre os bairros Conceição e Flamboyant após intervenção de Cristiane Lopes

Após a vereadora Cristiane Lopes (PP) ir até o Ministério Público Estadual (MP/RO), para relatar os problemas das obras de pavimentação dos bairros Fl

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mariana Carvalho apresenta declaração sobre cobertura universal de saúde em assembleia da União Interparlamentar

Mais de 1700 parlamentares e parceiros da ONU e da sociedade civil de todo o mundo estão reunidos em Belgrado, na Sérvia, onde acontece a 141ª Assembl

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

Erro na tabela de vencimentos dos professores volta a ser discutido na Comissão de Educação

A Comissão de Educação e Cultura (CEC), da Assembleia Legislativa, se reuniu na manhã desta quarta-feira (16), para deliberar projetos e voltou a di