Porto Velho (RO) domingo, 7 de março de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Professoras da Unir lançam livro


Sílvio Santos

Acontece quinta-feira (05), às 20h, na Casa da Cultura Ivan Marrocos, as professores doutoras Carolina Doria e Mariluce Paes o lançamento dos livros. "Ecoturimos na Amazônia: Alternativa de renda para comunidades locais?" escrito pela professora doutora Carolina Doria enquanto que Mariluce Paes lança sua obra sobre "Governança no Agronegócio", enfoque na cadeia produtiva do leite.

A partir da instigante questão enunciada nos títulos, as autoras se debruçam sobre a Amazônia como um exemplo clássico da busca por modelos de desenvolvimento sustentável que combinem crescimento econômico, eqüidade social e conservação ambiental. A abordagem do Ecoturismo na Amazônia é enriquecida com a aplicação ao caso de comunidades estabelecidas em unidades de conservação, que têm, no turismo uma alternativa de renda. A dúvida transmitida ao leitor, no título da obra, é analisada com perspicácia e propriedade. Várias tentativas de implantação de alternativas econômicas têm sido realizadas por comunidades tradicionais dentro e fora de Unidades de Conservação, entre elas o Ecoturismo de base comunitária tem sido proposto como modelo de desenvolvimento sustentável. Para compreender o papel do Ecoturismo como alternativa econômica, a obra: (a) avalia as possibilidades e limites do Ecoturismo em diferentes localidades dentro e fora da Amazônia; (b) identifica os fatores que possam representar o alcance do desenvolvimento humano sustentável e a consolidação de Unidades de Conservação de uso direto; e (c) compara Ecoturismo com outras alternativas econômicas comumente propostas para comunidades na Amazônia. Em outro contexto, o livro sobre governança representa um enfoque inovador na análise da Governança das Cadeias Produtivas. Conceito muito importante para entender o desempenho e posição competitiva do Agronegócio brasileiro, motiva, a maior parte dos pesquisadores, a centrar seus estudos sobre a Governança do Agronegócio. A riqueza dos resultados obtidos e a importância das conclusões identificadas, por meio da análise comparativa dos dois enfoques teóricos, contribuem para ampliar as alternativas de análise do Agronegócio visando compreender o impacto social e econômico das Cadeias Produtivas no quadro geral da economia nacional. O livro da professora doutora Mariluce Paes permite ao leitor ter um conhecimento mais abrangente da forma como as atividades integradas da Cadeia Produtiva de Leite no Estado de Rondônia determinam a participação das regiões produtoras no crescimento econômico estadual. O estudo ressalta, também, a estrutura, conduta e desempenho das empresas participantes da industrialização e comercialização do leite no Estado.

Fonte: Rondoniaovivo.com

Mais Sobre Política

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

Mariana Carvalho destaca aprovação de programa emergencial para o setor de eventos

A Câmara aprovou nesta quarta-feira (3) o Programa Emergencial de Retomada do Setor de Eventos (PERSE) com medidas para compensar a perda de receita e

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

Deputado Adelino Follador insiste na redução do ICMS sobre combustíveis e alimentos

O deputado Estadual Adelino Follador (DEM) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na sessão desta terça-feira, 02, para voltar a defender a redu

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

Deputado Ezequiel Neiva indica ao Governo a necessidade de construção de acostamento e ciclovia na Estrada da Penal

A construção de vias adicionais como acostamento e/ou ciclovia, bidirecional na RO-005, mais conhecida como Estrada da Penal, em Porto Velho, foi so

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

Lazinho da Fetagro propõe isenção de imposto para redução no preço do gás de cozinha

O deputado estadual Lazinho da Fetagro (PT) indicou ao Governo do Estado e à Secretaria de Estado de Finanças (SEFIN) a necessidade de ser reduzido a