Porto Velho (RO) domingo, 13 de junho de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Prefeitura lança campanha pelo fim da violência contra mulheres


Através da Coordenadoria de Políticas Públicas para Mulheres, a Prefeitura do município de Porto Velho lançou a campanha "16 Dias de Ativismo Pelo Fim da Violência Contra Mulheres. O evento aconteceu na tarde desta segunda-feira (20), no auditório do Tribunal de Justiça, e contou com a presença de várias autoridades e representantes de movimentos populares. 

De acordo com a coordenadora de Políticas Públicas para mulheres, Mara Regina Araújo, o objetivo da campanha é orientar e conscientizar não somente o público feminino, mas também os homens e toda a sociedade. "Queremos o fim da violência e a punição dos culpados, mas sobretudo, esperamos que a Lei Maria da Penha sirva como instrumento de prevenção. Esse é o nosso grande desafio", disse.

Além de abordar as atribuições da coordenadoria no combate à violência e na assistência às mulheres como um todo, o prefeito Roberto Sobrinho disse que nos próximos dias vai sancionar uma lei de autoria do vereador José Wildes (PT) que amplia de quatro para seis meses a licença maternidade para as servidoras municipais, e de sete para quinze dias a licença paternidade para os funcionários da prefeitura.

Roberto também informou que no início do próximo ano a prefeitura vai colocar em prática um programa educativo envolvendo todas as secretarias com o objetivo de combater a gravidez na adolescência. "Gravidez tem que ser por opção e não por falta de orientação. Não se trata de controle de natalidade, mas de um serviço de educação e orientação aos nossos jovens", destacou o prefeito.

O prefeito ainda informou que busca recursos junto ao Governo Federal com o objetivo de construir uma casa-abrigo para as mulheres vítimas de violência doméstica e familiar.

Para Lucilene Peixoto, violência contra a mulher "não se trata apenas dos casos de agressões físicas, mas também os de natureza moral, psicológica e pela falta de acesso aos seus direitos". 

Prestigiaram o evento as delegadas Walkiria Boaventura e Edna Camargo, da Especializada em Defesa da Mulher e Família; os juízes Valdecir Castellar Citon e Daniel Ribeiro Lagos, da 2ª e 3ª Varas Criminais da capital respectivamente; a diretora da CUT, Gilvana Noleto; a presidente do Conselho de Defesa dos Direitos da Mulher, Francisca Serrão; a defensora pública Lúcia Preto; a promotora de justiça Priscila Schmidt; a capitão PM Maria Aparecida Laurindo (5 BPM), além de representantes do Fórum Popular de Mulheres, Casa Amparo, Igreja Rasinha da Paz e Secretaria Municipal de Educação (Semed), dentre outras.

A campanha pelo fim da violência contra mulheres teve início no último dia 11 de novembro e prossegue até o próximo dia 10 de dezembro, com uma extensa agenda de atividades, entre debates, audiências públicas, palestras e oficinas.

Fonte: Ascom

Mais Sobre Política

Projeto do deputado Anderson que proíbe a cobrança de taxas nas matrículas e mensalidades a estudantes com necessidades especiais é aprovado

Projeto do deputado Anderson que proíbe a cobrança de taxas nas matrículas e mensalidades a estudantes com necessidades especiais é aprovado

A Assembleia Legislativa de Rondônia, aprovou em dois turnos o Projeto de Lei 925/2020, de autoria do deputado Anderson Pereira (PROS), que proíbe a

Presidente da Assembleia Legislativa discute implantação do Sistema Renalegis com a Fecomércio

Presidente da Assembleia Legislativa discute implantação do Sistema Renalegis com a Fecomércio

O presidente da Assembleia Legislativa, Alex Redano (Republicanos), se reuniu na tarde desta quarta-feira (09) com o presidente do Sistema Fecomérc

PL do Superendividamento vai à sanção; proposta foi liderada pela deputada Mariana Carvalho na Câmara

PL do Superendividamento vai à sanção; proposta foi liderada pela deputada Mariana Carvalho na Câmara

Um Projeto de Lei que vai impactar positivamente a vida de milhões de brasileiros foi aprovado pelo Senado e segue para sanção presidencial. Trata-s