Porto Velho (RO) sábado, 15 de agosto de 2020
×
Gente de Opinião

Política

Prefeitura discute proposta curricular para ensino na zona rural


 
Construir uma grade curricular com a “cara” do campo. Essa é a proposta do Terceiro Seminário de Educação do Campo realizado pela prefeitura de Porto Velho, no Teatro Banzeiros. O evento, coordenado pela Divisão de Ensino Rural, do Departamento de Educação, da Secretaria Municipal de Educação (Semed), foi aberto nesta quarta-feira, 17, pelo prefeito Roberto Sobrinho e encerra na sexta-feira, 19. A solenidade contou com a presença de professores e profissionais da educação da zona rural e dos 137 delegados eleitos nas fases preparatórias ao seminário ocorridas nos distritos de Extrema, São Carlos, Calama e Porto Velho.

Além do prefeito,participaram da abertura a secretária Fátima Ferreira (Educação); a chefe da Divisão de Ensino Rural da Semed, Maísa de Oliveira; a presidente do Conselho Municipal de Educação, Ieda Balieiro; e a vereadora e deputada estadual eleita, Epifânia Barbosa, ex-secretária municipal de Educação.

A secretária da Educação adiantou que o objetivo é a ampliação e qualificação da oferta de educação básica (anos iniciais) para as populações do campo, nas escolas da rede municipal de ensino. “De acordo com o Plano Nacional de Educação, a educação do campo será realizada através da oferta de informação inicial e continuada de profissionais da área, a garantia de condições de infraestrutura e transporte escolar, bem como de materiais e livros didáticos, equipamentos, laboratórios, biblioteca e áreas de lazer e desporto adequados ao projeto políticopedagógico e em conformidade com a realidade local e a diversidade das populações locais”, explicou.


Formação de profissionais

Os princípios que norteiam a proposta são: respeito à diversidade do campo, incentivo à formulação de projetos políticopedagógico específicos, desenvolvimento de políticas de formação de profissionais da educação, valorização da identidade da escola do campo e controle social da qualidade da educação escolar. Para o prefeito Roberto Sobrinho, a educação no campo tem características e necessidades próprias para o aluno do campo no seu espaço cultural, sem abrir mão de sua pluralidade como fonte de conhecimento em diversas áreas. “Essa proposta curricular tem que focar a realidade dos alunos, mas também não podemos esquecer de incluir na discussão, as novas ferramentas que surgem, principalmente no que diz respeito a informática, como é o caso da internet. Precisa-se chegar a um denominador comum de como esses alunos irão acessar a internet lá na zona rural”, sugeriu o prefeito.

Roberto Sobrinho fez ainda um breve balanço das ações da prefeitura na educação rural, como reforma e construção de escolas e qualificação dos profissionais da área. Ele citou ainda as Ordem de Serviço assinada na última sexta-feira, 12, para a reforma e ampliação da Escola Municipal Maria Jacira, no distrito de Nova Califórnia, as quadras esportivas que serão construídas em Vista Alegre do Abunã e Extrema. E aproveitou a ocasião para anunciar mais uma novidade. “Estou estudando a situação da escola de Fortaleza do Abunã para saber se é mais viável reformar ou construir um novo prédio”, revelou.

A chefe da Divisão de Ensino Rural da prefeitura de Porto Velho, Maísa de Oliveira, explicou que a construção da proposta curricular para o campo, iniciada em 2006, está sendo feita em conjunto com os educadores de todas as modalidades, segmentos, projetos, disciplinas e regiões da capital onde a educação do campo está presente. “Todos eles tiveram acesso à propostas apresentadas nas outras etapas e agora, nesses três dias eles se reunião para analisar cada uma e decidir o que permanece ou o que sai”, disse.

Ao final da solenidade de abertura, o prefeito Roberto Sobrinho, a secretária Fátima Ferreira e a vereadora Epifânia Barbosa foram homenageados pela coordenação do seminário com a entrega de uma cesta de verduras e frutas.

Fonte: Joel Elias
 

Mais Sobre Política

Vereadora Cristiane Lopes cobra solução para Bueiro aberto no Bairro Caladinho

Vereadora Cristiane Lopes cobra solução para Bueiro aberto no Bairro Caladinho

Em meio à pandemia, a vereadora Cristiane Lopes (PP), continua na luta por melhorias para a população. Desta vez, esteve, novamente a pedido dos morad

Em visitas às secretarias, pedidos de providências feitos pelo vereador Waldemar Neto são atendidos

Em visitas às secretarias, pedidos de providências feitos pelo vereador Waldemar Neto são atendidos

Após a exposição dos anseios da população portovelhense em terem suas demandas atendidas pelas secretarias competentes, o Vereador Waldemar Neto pro

Presidente Laerte Gomes afirma que por falta de gestão pública na prefeitura de Ji-Paraná comércio será novamente fechado na cidade

Presidente Laerte Gomes afirma que por falta de gestão pública na prefeitura de Ji-Paraná comércio será novamente fechado na cidade

O presidente da Assembleia Legislativa, Laerte Gomes (PSDB), lamentou a edição do novo decreto governamental, que reclassificou 7 municípios, que terã

Descaso e abandono levam vereadora Cristiane Lopes a ouvir mais uma vez o clamor dos moradores do Bairro Castanheiras

Descaso e abandono levam vereadora Cristiane Lopes a ouvir mais uma vez o clamor dos moradores do Bairro Castanheiras

Desde 2017 que a vereadora Cristiane Lopes (PP), insiste para que o poder público atenda às necessidades básicas dos moradores do Bairro Castanheiras,