Sábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Prefeitura cadastra famílias em situação de risco


A prefeitura de Porto Velho iniciou o trabalho de identificação e cadastramento das famílias atingidas pelas águas das fortes chuvas que atingem a capital e daquelas que moram nas proximidades dos canais de escoamento das águas pluviais. O trabalho é coordenado pela Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas), através do programa "Proteger"de apoio à população em situação de vulnerabilidade social.
O coordenador do programa, Raymison Corrêa, explicou que esse é um trabalho preventivo, no qual a prefeitura se coloca à disposição dos moradores para agir no momento em que eles precisarem, principalmente no que se refere à remoção das famílias para a casa de parentes ou para o abrigo da prefeitura, que está funcionando no Clube de Mães, Idosos e Crianças Carentes, situado no bairro Esperança da Comunidade.
Na última quarta-feira, o cadastramento ocorreu no bairro Três Marias, onde foram identificadas cerca de 50 famílias, mas a Semas também vai atuar nos bairros Pombal II, São Francisco, Mariana, Nacional, Baixa da União, Triângulo e Milagres, identificando e cadastrando as famílias que moram em áreas de risco, às margens de canais e do Rio Madeira.
Além do auxílio na remoção, as três famílias atendidas pela prefeitura durante o último final de semana, também estão recebendo assistência médica na Policlínica José Adelino da Silva, no bairro Ulysses Guimarães. Duas delas foram levadas para residências de familiares e outra para o abrigo municipal.
 
LIMPEZA
 
Em outra frente de trabalho, a Secretaria Municipal de Obras (Semob) atua na limpeza de canais, de onde são retirados até sucatas de móveis jogados pela comunidade. O secretário Edson Silveira disse que essa é uma ação que vinha sendo realizada antes do período chuvoso, acatando orientação do prefeito Roberto Sobrinho, mas está sendo intensificada para evitar alagações.
Silveira pede que a população colabore e não jogue entulhos nos canais de escoamento das águas, já que é a própria comunidade que sofre as conseqüências.
 
Fonte: ASCOM

Gente de OpiniãoSábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Eleições 2024: Rayane do Agro - A Força do Campo para Porto Velho

Eleições 2024: Rayane do Agro - A Força do Campo para Porto Velho

Rayane Almeida dos Santos, também conhecida como Rayane do Agro, é uma pré-candidata a vereadora determinada a representar os valores familiares, a

Deputado Ribeiro do Sinpol afirma que Rondônia pode se tornar projeto piloto na Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil

Deputado Ribeiro do Sinpol afirma que Rondônia pode se tornar projeto piloto na Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil

Em audiência pública realizada na quinta-feira (19), na Assembleia Legislativa de Rondônia, o deputado Ribeiro do Sinpol (PRD), proponente da reuniã

Deputada Ieda Chaves destina emenda para programação alusiva ao Dia dos Povos Originários

Deputada Ieda Chaves destina emenda para programação alusiva ao Dia dos Povos Originários

Com a ideia de contribuir com momentos de lazer e diversão aos moradores de aldeias que residem nas terras na região de Nova Mamoré, a deputada esta

Assembleia Legislativa realiza Audiência Pública sobre a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil

Assembleia Legislativa realiza Audiência Pública sobre a Lei Orgânica Nacional da Polícia Civil

A Assembleia Legislativa de Rondônia (Alero) realiza na quinta-feira (18), a partir das 15h, Audiência Pública para tratar sobre a Lei Orgânica Naci

Gente de Opinião Sábado, 20 de abril de 2024 | Porto Velho (RO)