Porto Velho (RO) domingo, 24 de janeiro de 2021
×
Gente de Opinião

Política

Prefeitura apóia marchinha sobre a violência contra a mulher


Além das campanhas no sentido de conter os excessos durante o carnaval - a exemplo das ações sobre doenças sexualmente transmissíveis (DST/Aids), gravidez na adolescência etc. – a Prefeitura aproveita a época para difundir melhor a Lei Maria da Penha, que prevê punições mais rigorosas nos casos de violência física contra a mulher. Com a nova lei, homem que bate em mulher agora não cumpre simplesmente uma pena social. O infrator vai preso mesmo, e sem direito à fiança. A Coordenadoria Municipal de Mulheres vai realizar um trabalho de conscientização neste carnaval. Os bailes, desfiles de escolas e blocos vão ter a participação de equipes de técnicos que vão distribuir panfletos e orientar os foliões para que não cometam nenhum tipo de violência contra as mulheres. “Nós sabemos que acabar com a violência contra a mulher não é uma tarefa fácil, pois envolve uma série de problemas sociais, mas estamos chamando a atenção para esse assunto, de todas as formas e neste carnaval também continuamos a trabalhar para tentar inibir o alto índice deste tipo de crime”, disse a primeira dama Lucilene Peixoto, empenhada pessoalmente no apoio à campanha e ao lançamento da marchinha “Nem venha meu bem, nem venha”, de autoria do compositor Waldison Pinheiro, carnavalesco dos mais tradicionais da capital, cujo autor, Waldison Pinheiro, já dirigiu a escola de samba Asfaltão. Ele conta como surgiu a idéia: “um dia estávamos numa roda de amigos que me sugeriram uma composição que abordasse a violência contra a mulher, e como a lei Maria da Penha foi aprovada há pouco e com todo o louvor, decidi compor Nem venha meu bem, nem venha, para incentivar a paz entre homens e mulheres, não só neste carnaval”, espera. A Prefeitura estará lançando a marchinha na próxima sexta-feira (9), durante o Baile Municipal, que será realizado no clube Cabanas com o intuito de resgatar a tradição dos antigos bailes de carnaval já realizados na capital. O lançamento também vai ter a participação do grupo “As Pastoras”, do qual faz parte a diretora social da escola asfaltão Silvia Pinheiro. O patrocínio para a gravação do CD, também é da Prefeitura. Conheça a letra da música: NEM VENHA MEU BEM, NEM VENHA Autoria: Waldison Pinheiro Quem foi que disse Que pode “descer a lenha” Nem venha, nem venha De hoje em diante Tem a lei Maria da Penha Nem venha meu bem Nem venha Antigamente era um disse me disse Que a mulher desse malandro Só vivia a apanhar Mas hoje em dia o malandro não se engana Se ele bater na mulher Ele vai em cana.

Mais Sobre Política

Presidente Laerte Gomes cria Fundo Especial do Poder Legislativo de Complementação ao Fundo Financeiro do Iperon

Presidente Laerte Gomes cria Fundo Especial do Poder Legislativo de Complementação ao Fundo Financeiro do Iperon

Comandada pelo presidente da Assembleia Legislativa de Rondônia, Laerte Gomes (PSDB) as duas sessões extraordinárias realizadas na manhã desta segun

Ismael Crispin apoia verba indenizatória para profissionais que atuam no tratamento da Covid-19

Ismael Crispin apoia verba indenizatória para profissionais que atuam no tratamento da Covid-19

Nesta segunda-feira (18), em sessão extraordinária na Assembleia Legislativa, o deputado Ismael Crispin (PSB) votou favorável ao projeto de autoria do

Sancionada lei do deputado Alex Silva que inclui o evento “Marcha para Jesus” no calendário cultural oficial do estado de Rondônia

Sancionada lei do deputado Alex Silva que inclui o evento “Marcha para Jesus” no calendário cultural oficial do estado de Rondônia

Na última terça-feira (12) foi sancionada pelo Governo de Rondônia e publicada no Diário Oficial, a Lei Nº 4.939, de autoria do Deputado Estadual Al

Cirone Deiró defende plano emergencial para o enfrentamento da Covid-19

Cirone Deiró defende plano emergencial para o enfrentamento da Covid-19

Em reunião com o secretário de saúde do estado, Fernando Máximo e o chefe da casa civil, Júnior Gonçalves, o deputado Cirone Deiró cobrou a execução d