Porto Velho (RO) quinta-feira, 16 de agosto de 2018
×
Gente de Opinião

Política

Prefeitos da fronteira se reúnem em Guayará Merim


Prefeitos da fronteira se reúnem em Guayará Merim:
Intercâmbio de experiências para Brasil e Bolívia

Um encontro binacional reuniu prefeitos e representantes de cinco municípios da fronteira em Guayará Merim neste final de semana. Os prefeitos Roberto Sobrinho de Porto Velho, José Brasileiro, de Nova Mamoré, Mesquita Coimbra de Guayará Merim e os representantes de Guajará Mirim e Riberalta participaram do Primeiro Encontro Binacional de Intercâmbio de Experiências e Estratégias, que reuniu também secretários municipais e técnicos dos dois países. Porto Velho esteve presente com a maior delegação formada pelos secretários da SEMUSA- Sid Orleans, da SEMAS- Benedita Nascimento, da SEMDES- José Gadelha, da SEMA – Avenilson Gomes Trindade, da SEMED,adjunto- Erivaldo de Sousa Almeida, da SEMAGRIC – Josélia Saraiva, da SEMES - Emersom Castro, e da Fundação Iaripuna, Júlio Yriarte, um dos organizadores do evento.

Com o objetivo de trocar experiências e fortalecer as ações públicas em vários setores, os participantes realizaram oficinas, nas quais enumeraram suas dificuldades e deficiências, mas também as estratégias usadas pelos municípios fronteiriços para administrar as adversidades da região amazônica. Em seu discurso de abertura e boas vindas aos participantes, o prefeito de Guayará Merim, Mesquita Coimbra reconheceu que as maiores dificuldades ainda são do país boliviano e considerou que seu país ainda vive em estado de pobreza, o que traz grandes dificuldades para a administração pública, mas as deficiências são um pouco superadas pela tecnologia que conseguiram alcançar. Durante o evento foi apresentado o Programa de Desenvolvimento e Integração, financiado pelo IFIS, uma entidade Inglesa que financia programas para o desenvolvimento de zonas de fronteiras.Também na abertura, o prefeito Roberto Sobrinho falou do resultado positivo que teria este encontro, uma vez que os dois países têm experiências muito ricas e que podem vir a incrementar o desenvolvimento da região. "Estamos muito felizes em poder participar de um evento desta natureza, no qual vamos aproveitar o que tem de melhor nas administrações.Temos certeza de que a forma como o presidente Lula vem administrando o país e que é seguida por nós, tendo a inclusão social como prioridade, vai estreitar ainda mais o relacionamento entre Brasil e Bolívia".

Divididos em grupos, os participantes trocaram informações sobre as ações públicas desenvolvidas nos dois países nas áreas de saúde, educação, esporte, Cultura, turismo, agricultura, assistência social e desenvolvimento social. Na etapa seguinte, formularam propostas que foram apresentadas em plenária.

Intercâmbio na Saúde
Na área de saúde, o secretário Sid Orleans traçou um perfil da estrutura e dos trabalhos desenvolvidos pela administração de Porto Velho. Como proposta foi sugerido um intercâmbio de capacitação profissional em várias especialidades médicas. A idéia é absorver a mão de obra boliviana, de forma que os médicos viriam para o Brasil trabalhar durante dois ou três anos em algumas áreas específicas e fariam deste conhecimento adquirido aqui, uma especialização que seria validada pela Universidade Federal de Rondônia, após avaliação curricular do profissional. Outra proposta são encontros temáticos divididos em cinco momentos,  nos quais seriam tratados assuntos como Malária, Dengue, Hepatite, Leichomaniose, Aids, Raiva, Hipertensão, Diabetes, Acompanhamento  Nutricional e parto Cezariana. Na avaliação do secretário municipal de saúde, Sid Orleans, o encontro foi bastante positivo, uma vez que além da troca de experiências possibilita ambos países a evoluírem muito em suas dificuldades. "As adversidades são semelhantes, contudo podemos observar que nós em Porto Velho estamos muito aquém na forma de conduzir e resolver estas dificuldades, pois estamos mais estruturados e capacitados e vamos fazer o que for possível para colaborar com a melhoria das administrações da fronteira" disse Orleans.

Os desafios Sociais
O desafio de encontrar na prática a melhor forma de administrar os problemas, também está na área social da Bolívia.A secretária municipal de Assistência Social, Benedita Nascimento teve a oportunidade de expor todos os programas sociais desenvolvidos em Porto Velho, em parceria com o Governo Federal,  como o PAIF,CRAS,PETI, Bolsa Família, Agente Jovem e Sentinela, todos voltados ao bem estar de crianças, jovens, adolescentes,  idosos e famílias em situação de risco social. " Com certeza, as ações que devem ser desenvolvidas a partir deste primeiro encontro não serão fáceis, uma vez que a Bolívia não tem uma legislação que determine uma política de assistência social, mas nós atuaremos como colaboradores para minimizar estas deficiências" afirmou Benedita. Depois de expostas as demandas dos municípios participantes, foram apresentadas as propostas de criar uma rede de enfrentamento contra a exploração sexual contra a criança e o adolescente e a realização de encontros e oficinas sobre a responsabilidade social e a capacitação para os técnicos e profissionais que trabalham diretamente com crianças.

Agricultura organizada
Na área de agricultura a situação não é diferente pois o município de Guayará Merim, por exemplo, não tem secretaria de agricultura nem um conselho municipal de desenvolvimento rural. Além disso, foi lamentada a falta de representante desta área, do município de Guajará Mirim. Para atenuar as deficiências apresentadas, ficou acertada a participação do Brasil já na feira Expo-Eco- Brasil-Bolívia, que acontece nos próximos dias 17 e 18 de março na Bolívia e 31 de março em Guajará Mirim, com atividades de intercâmbio de conhecimentos. A Semagric se comprometeu em enviar técnicos em alguns cultivos. Também ficou acertada na medida do possível, a recuperação e construção de algumas estradas vicinais e a disponibilidade de um barco para escoamento da produção dos ribeirinhos. " Nós apresentamos também a sugestão da criação de uma secretaria de desenvolvimento econômico produtivo para que se possa firmar algumas parcerias, mas a princípio vamos atuar como colaboradores na capacitação dos técnicos bolivianos no cultivo da banana" disse Josélia.

Educação, Esporte e Turismo
Na área de educação, os participantes trocaram experiências sobre o que já é realizado e apresentaram as propostas de inserir um café da manhã para os alunos da rede pública – que não contam com merenda escolar, utilizando alimentos regionais. Segundo os técnicos isso diminuiria a evasão e fortaleceria a nutrição das crianças. Também foi proposta a adoção das disciplinas de Língua Portuguesa e de Espanhol nos dois países, além da reestruturação das escolas.

O desporto também foi discutido no encontro. O representante brasileiro, secretário municipal de Esportes, Emerson Castro sugeriu a capacitação técnica e esportiva, através de intercâmbio de profissionais de educação física, além da organização de campeonatos esportivos entre as duas nações. Os campeonatos podem ser realizados nos meses de Junho a Outubro.

O Turismo também esteve em pauta e como proposta foi sugerida a realização de conferências binacionais com a participação de setores públicos e privados e também a participação dos bolivianos na Semana de Meio Ambiente, realizada em maio, em Porto Velho.

Projetos inovadores
O desenvolvimento Socioeconômico de Porto Velho, representado pelo secretário municipal José Gadelha foi exposto de forma bem abrangente através dos projetos já realizados pela administração Roberto Sobrinho. O projeto Catadores de Lixo, em parceria com o movimento nacional de catadores de lixo, chamou a atenção dos participantes. Organizados em associações, como a ASPROVEL e a ASCAVIP, os catadores têm hoje uma outra realidade em Porto Velho, segundo o  depoimento de Toni Santos, representante da associação ASCAVIP. "Hoje nós conseguimos fazer com que os catadores trabalhem organizados, ganhem mais com o produto do seu trabalho, tenham consciência da importância do papel do catador na preservação do meio ambiente, além do ganho que nós temos com o aumento da vida útil do aterro, redução da poluição e preservação do meio ambiente" disse o secretário Gadelha. As associações de catadores de lixo de Porto Velho têm convênios firmados com Furnas, Petrobrás e Banco do Brasil e hoje já se preparam para se transformarem em cooperativas.

A união através da cultura
Para fechar as discussões foi apresentado o potencial cultural de cada país. A cultura regional brasileira, foi representada pelo presidente da Fundação Iaripuna, Júlio Yriarte. Como propostas culturais foi sugerida a realização de um festival Binacional de Música, no mês de novembro, quando acontece a Semana Nacional de Cultura, com o objetivo de descobrir novos talentos. Também ficou acertada a integração cultural e folclórica dos dois países, observando o calendário cultural de cada município com o apoio das prefeituras e associações culturais.

Em entrevista a imprensa local, o prefeito Roberto Sobrinho falou das  potencialidades e dos benefícios advindos da construção das hidrelétricas de Santos Antônio e Girau e que mais do que um encontro, o evento é uma oportunidade de discutir práticas administrativas que unem forças para o desenvolvimento da região amazônica. Ao encerrar as atividades, o prefeito de Porto Velho avaliou o encontro. "Tenho certeza de que tudo o que foi discutido e tratado neste encontro foi o primeiro passo para que possamos estreitar ainda mais nossas relações e melhorar as nossas administrações e a aplicação das nossas políticas públicas. Foram debates muito ricos e produtivos e com certeza estaremos viabilizando os acordos na medida do possível".finalizou.

Fonte: ASCOM

Mais Sobre Política

Daniel Pereira e Lindomar Garçon vão à Presidência do Banco do Brasil para evitar quebradeira do estado

Daniel Pereira e Lindomar Garçon vão à Presidência do Banco do Brasil para evitar quebradeira do estado

O Coordenador da bancada federal, deputado Lindomar Garçon (PRB-RO), intermediou ontem a tarde em Brasília, um encontro entre o Diretor de Governo do

Seminário vai discutir reintegração de apenados e implantação do Patronato Acuda, em RO

Seminário vai discutir reintegração de apenados e implantação do Patronato Acuda, em RO

O “Seminário Patronato - Reintegração Social de Egressos” vai reunir informações sobre caminhos na gestão da política penal, nos dias 23 e 24 de agost

ALE aprova renegociação da dívida do Beron

ALE aprova renegociação da dívida do Beron

Executivo vem a Assembleia para explicar a renegociação da dívida do Estado com o Beron. Após os debates, o Projeto de Decreto Legislativo que aprova