Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

×
Gente de Opinião

Política

Precatórios serão debatidos em audiência pública


Uma audiência pública na Comissão de Constituição e Justiça(CCJ)  do Senado Federal deverá ser realizada ainda este mês para discutir  a Proposta de Emenda Constitucional(PEC) nº 12, que define um regime especial de pagamentos de precatórios de estados e municípios.

A proposta saiu de uma reunião ocorrida na tarde de hoje(25.09) entre o relator da PEC, senador Valdir Raupp(PMDB-RO) e conselheiros da Ordem dos Advogados do Brasil(OAB) dos estados do Maranhão, Minas Gerais, São Paulo. Distrito Federal, Mato Grosso, Rondônia e representantes da ANDES/Sindicato Nacional>

Essa audiência pública segundo informou o presidente da Comissão de Precatórios da OAB, Orestes Muniz. “somente será viabilizada graças à ação do senador Raupp que na condição de relator da matéria está aberto ao diálogo o que é  fundamental para encontrarmos mecanismos  visando aperfeiçoar o projeto original”.

O conselheiro destacou que a OAB nacional é contra o leilão proposto na PEC e defende que os precatórios sejam submetidos a uma negociação na Junta de Conciliação na Justiça. “A nossa posição é a de que deve haver o seqüestro do pagamento de valores quando não forem pagos os precatórios nas épocas certas, nos seus vencimentos”, frisou Muniz esclarecendo que a OAB entende que os estados e municípios precisam assumir a responsabilidade de cumprir a ordem judicial>

O senador Valdir Raupp afirmou que a idéia da audiência pública é reunir além da OAB, representantes de associações de municípios, da Justiça do Trabalho, de instituições financeiras e outros segmentos da sociedade civil.   

A audiência servirá para que se encontre uma solução conciliatória para que estados e municípios possam saldar dívidas vencidas calculadas em R$ 120 bilhões”,  frisou o líder do PMDB, esclarecendo  que tem se reunido com vários segmentos da sociedade visando encontrar um equilíbrio no seu relatório.

O líder do PMDB do Senado afirmou, ainda que a situação dos estados e municípios quanto a pagamento de precatórios é bastante crítica devido à falta de recursos financeiros. “Estados como São Paulo e Rondônia não pagam precatórios há bastante tempo porque  não existe receita. Se quitarem tais precatórios vão atrasar a folha de pagamento dos servidores”, justificou.

Fonte: José Ribamar

 

Gente de OpiniãoQuarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)

VOCÊ PODE GOSTAR

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

Emenda do deputado Ribeiro movimenta mais de 500 atletas no campeonato estadual de Jiu-Jitsu

O ginásio Cláudio Coutinho, em Porto Velho, recebeu entre os dias 08 e 09 de junho, mais de 500 atletas que participaram do Campeonato Estadual de J

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

Empresário Daniel Moraes Pit Bull anuncia pré-candidatura a vereador em Candeias do Jamari

O cenário político em Candeias do Jamari se aquece com a recente novidade da pré-candidatura do empresário Daniel Moraes Pit Bull, filiado ao partid

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

CCJR discute projeto sobre horários de provas de concursos públicos em Rondônia

A Comissão de Constituição e Justiça e de Redação (CCJR) distribuiu e deliberou projetos durante reunião ordinária, na manhã desta terça-feira (11).

Doutor Aparício Carvalho e deputado federal Thiago Flores assumem o partido Republicanos em Rondônia

Doutor Aparício Carvalho e deputado federal Thiago Flores assumem o partido Republicanos em Rondônia

O partido Republicanos assume uma nova configuração. O empresário, Médico Psiquiatra, ex-Deputado Federal e ex-Vice-Governador de Rondônia, Aparício

Gente de Opinião Quarta-feira, 12 de junho de 2024 | Porto Velho (RO)